ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SEXTA  01    CAMPO GRANDE 34º

Cidades

Greve na educação: professores de 45 municípios querem a volta às aulas

Antonio Marques | 03/06/2015 14:40
O advogado da Fetems, Ronaldo Franco, participou da assembleia da ACP/Sindicato de Campo Grande, que decidiu pela continuidade da greve. (Foto: Marcos Ermínio)
O advogado da Fetems, Ronaldo Franco, participou da assembleia da ACP/Sindicato de Campo Grande, que decidiu pela continuidade da greve. (Foto: Marcos Ermínio)

Dos 73 sindicatos municipais filiados à Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), 45 decidiram em assembleia na manhã de hoje, 3, pelo fim da greve na rede estadual de ensino e 14 votaram pela manutenção da greve. Ainda falta a decisão de mais 14 entidades. “A decisão da Federação vai representar a vontade dos sindicatos municipais”, afirmou o presidente da Fetems, Roberto Botarelli.

Entre os municípios que aceitaram a proposta apresentada na audiência de conciliação do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), realizada ontem pela manhã, estão Corumbá, Coxim, Cassilândia, Camapuã, Ponta Porã, Porto Murtinho, Fátima do Sul e Rio Brilhante.

ErrataDiferente do que o Campo Grande News divulgou na matéria das 11h40min, já corrigida, 95% dos delegados do sindicato de Dourados votaram pela rejeição da proposta e continuidade do movimento. A matéria já foi corrigida. 

Da mesma forma votaram os delegados de Campo Grande e Três Lagoas.

Apesar da quantidade maior de sindicatos pedirem o fim da greve, a decisão final vai ser na assembleia geral da categoria, que acontece às 18 horas, na sede da Federação, em Campo Grande, uma vez que o número de delegados são proporcionais ao número de trabalhadores nos municípios. As maiores cidades tem maior poder de decisão por representar mais delegados.

Nos siga no Google Notícias