A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/03/2010 16:43

Homem pega 20 anos por enforcar e queimar prostituta

Redação

O Tribunal do Júri de Porto Murtinho condenou a 20 anos de reclusão em regime fechado Marcelino Alves Corrêa por ter enforcado e tear ateado fogo, após uma briga por R$ 50, em Viviane Aparecida Cáceres Franco, 18 anos. A sentença é do juiz Giuliano Maximo Martins. O julgamento aconteceu no dia 11 deste mês.

Corrêa matou Viviane no dia 7 de junho do ano passado. Conforme a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), ele e a vítima estavam tomando bebida alcoólica no bar Piringão. Em seguida, por R$ 20, ela aceitou fazer sexo com Marcelino.

No entanto, sob efeito do crack, ele teria percebido que sumiu R$ 50 de seu bolso. Ele usou as mãos para asfixiar a vítima, causando-lhe a morte. A promotora Isabella Albuquerque dos Santos, ele ainda usou uma tábua de cortar carne para bater a cabeça da vítima.

Após matar a mulher, ele ateou fogo no colchão. Segundo, teve parte do corpo que foi 90% queimada. Ele fugiu na bicicleta da vítima.

A sessão de julgamento durou quase 7 horas, tendo o corpo de jurados acolhido a tese do Ministério Público Estadual, que sustentou a condenação por homicídio triplamente qualificado.

Quanto aos crimes conexos, em concordância com pedido do MP e da defesa, houve absolvição do delito descrito no artigo 33, parágrafo 3º da Lei de Drogas. Os jurados, acolhendo tese defensiva, também absolveram o acusado quanto ao crime de furto e reconheceram a tentativa com relação à destruição de cadáver.

Da referida decisão cabe recurso, no prazo de cinco dias, tendo sido negado ao réu o direito de recorrer em liberdade.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions