A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/05/2011 11:15

Incra detecta 20% de lotes irregulares na fazenda Itamarati

Fabiano Arruda

A vistoria de lotes, iniciada no dia 2 de maio pelo Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), detectou pelo menos 20% de lotes irregulares dos 1,2 mil analisados até agora na fazenda Itamarati, em Ponta Porã, a 348 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações do Incra, a maior parte dos problemas são “passíveis de regularização” e os donos serão convocados a comparecer à superintendência do órgão para normalizar a situação.

As vistorias na fazenda Itamarati e região de Ponta Porã terminam no dia 20, sexta-feira da semana que vem. Segundo o instituto, a partir do dia 23, as análises seguem em Iguatemi, Naviraí, Nova Andradina e Nova Alvorada do Sul.

Ainda conforme o órgão, a divulgação completa das vistorias só deverá ser divulgada ao término do processo, previsto para 15 de agosto.

Na região Sul do Estado existem aproximadamente 14 mil lotes. Só na fazenda Itamarati são 3 mil.

Exigência - O levantamento investiga se os lotes estão com os donos originais ou abandonados e é uma exigência da justiça federal para liberar novas aquisições de terra. O processo é condicionado para destravar a reforma agrária.

O pedido partiu do MPF (Ministério Público Federal), após a descoberta de participação de funcionários do Incra e líderes de movimentos sociais na venda e regularização de lotes ocupados ilegalmente, através da emissão de documentos falsos.

O esquema foi revelado durante a operação Tellus, realizada pela PF (Polícia Federal). De acordo com o chefe da Divisão de Desenvolvimento do Incra, Daniel Yamamoto, além de Ponta Porã, a vistoria passará por outros cinco municípios da região Sul.

Em uma semana, Incra vistoria cerca de mil lotes na fazenda Itamarati
Cerca de mil lotes foram vistoriados pelo Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), na semana passada, na fazenda Itamarati, em...
Incra inicia vistoria e checa 3 mil lotes na fazenda Itamarati
Área tem pelo menos 3 mil lotes, segundo o institutoO Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) iniciou pela fazenda Itamarati,...
Para destravar reforma agrária, Incra começa a vistoriar lotes na 2ª feira
O Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) começa na próxima segunda-feira a vistoria de lotes em 70 assentamentos da região Su...


Eu particularmente não voto mais em politico nenhum não vale á pena eles só faz leis á favor deles a gente fica decepcionado com eles faça o mesmo
 
adelar luiz carbolim em 09/06/2013 16:36:15
POVO BRASILEIRO TEM OQUE MERECE FICA VOTANDO NO MESMO POLITICO MUDA O VOTO COLOCA PESSOAS NOVAS NO PODER NÃO OS MESMOS

 
adelar luiz carbolim em 09/06/2013 16:29:35
20%?!?!?! Me engana que eu gosto!!
 
Afonso Neto em 11/05/2011 12:22:06
Acho que esta fiscalização deve ser rigorosa,pois tem gente que é latifundiário dentro destes assentamentos.E pagar pra ver....Até acho que deveria ter fiscal, fiscalizando os fiscais....Em um assentamento perto de Sidrolândia tem um comentário fortíssimo que a venda e troca de lotes,envolve até alguns figurões de capa preta.Se e verdade?Não sei....Fiscalizem......Investiguem......Trabalhem;.....falei tá falado!!!!!
 
Luis Carlos Leite Nunes em 11/05/2011 07:29:02
Boa noite!!

Aonde existe assentamento do INCRA, infelismente existe trapassa, moro ao lado de um assentamento, no municipio de JAPORÁ, cheio de inrregularidade, menos de dois anos de assentados e já existe outros dono, sem falar das vendas de lote pelos proprios responsaveis do assentamento e funcionários do INCRA, mst e outros, ISTO É UMA VERGONHA, quando as nossas autoridade vão tomar providencias, alem de tudo a invasão de bandidos paraguaios que estão morando neste assentamento e não acontece nada.

Eu estou escrevendo oque eu vejo acontecer, so pessoal do INCRA que não ve nada, é não sei porque, mas não ve nada.

Que absurdo....em INCRA.
 
João Peulo Barbosa em 11/05/2011 06:54:49
quem dera que fosse só no itamarati os coitados vão pagar os que podem vão ficar,vai uma pizza ai.
 
paulo roberto fernandes em 11/05/2011 06:24:32
Só complementando: vários produtores rurais da região de Fátima do Sul, arrendam grandes áreas nesse assentamento, o que, também é ilegal.
 
jose alfredo de melo em 11/05/2011 03:36:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions