A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/01/2008 15:57

Incra promete agilizar processos de áreas quilombolas

Redação

O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) deve agilizar os processos de áreas quilombolas em Mato Grosso do Sul. O Estado tem 11 comunidades localizadas em Corguinho, Jaraguari, Dourados, Nioaque, Sonora, Pedro Gomes, Rio Brilhante, Maracaju e Campo Grande estão com processo no Incra. O processo mais antigo já completou 10 anos e a maior área é a de Rio Brilhante que tem 33 mil hectares.

Em reunião com representantes do Conselho Estadual dos Direitos do Negro e da Coordenadoria Estadual das Comunidades Negras Rurais Quilombolas no dia 4, o Incra definiu que até 2009 serão concluídos os 11 processos. Em 2008, serão entregues os processos de Furnas de Boa Sorte, em Corguinho, Furnas de Dionísio, em Jaraguari, Chácara Buriti, em Campo Grande, Família Cardoso, em Nioaque, e São Miguel, em Maracajú.

Representantes das entidades e do Incra voltam a conversar ainda em janeiro para tratar sobre a demarcação de áreas quilombolas que estão em conflito, como a comunidade de Picadinho, em Dourados e Família Jarsém, em Rio Brilhante.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions