ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Abalada após descobrir estupro de filha, mãe enfrenta descrédito da família

Suspeito de abusar da menina de 9 anos é o ex-vereador Orneis Fernandes; ele é procurado pela Polícia Civil

Por Bruna Marques | 28/03/2024 08:13
Cartaz divulgado pela Polícia Civil contra ex-vereador, com mandado de prisão em aberto (Foto/Divulgação)
Cartaz divulgado pela Polícia Civil contra ex-vereador, com mandado de prisão em aberto (Foto/Divulgação)

Após descobrir que a filha de 9 anos foi estuprada por um parente, a mãe da vítima, de 33 anos, enfrenta o descrédito da família que não acredita que o ex-vereador Orneis Fernandes tenha cometido o crime. Mas apesar das desconfianças, exame de corpo de delito e escuta especializada apontam para a consumação dos abusos.

O Campo Grande News conversou com a mãe da menina que mora em Paranhos, distante 462 quilômetros de Campo Grande, cidade onde crime ocorreu, por telefone, na manhã desta quinta-feira (28). Abalada e sem acreditar que a filha foi abusada, a mulher relatou que descobriu o estupro no dia 18 de março, quando a vítima passou a reclamar de dor nas partes intimas.

“Descobri em uma segunda-feira, era na hora do almoço. Naquele dia, uma das minhas filhas estava com febre e eu não fui no serviço, fiquei com elas em casa e ela me pediu ajuda porque estava com muita dor. Perguntei onde estava doendo e ela disse que era na vagina. Eu me assustei, mas como no ano passado eu tratei uma infecção urinária nela com antibiótico, em princípio achei que pudesse ser de novo”, disse.

Naquele dia, a mulher pediu que a menina fosse tomar banho e que depois iria olhar o que estava acontecendo. Ainda sentindo dores fortes, a vítima não conseguiu terminar sozinha a higienização. “Ajudei ela terminar o banho e quando fui vestir vi que ela estava muito machucada, entrei em choque e percebi que tinha coisa errada. Perguntei se ela queria me contar alguma coisa e foi aí que começou a relatar”, relembra.

Conforme a confissão da menina, segundo a mãe, os abusos por parte do ex-vereador começaram desde que ela completou oito anos e que os atos eram cometidos no momento em que os dois ficavam sozinhos. “A princípio ela relatava que ele mexia nela só com a mão, mas dessa última vez ela não queria que ele chegasse perto, momento que pegou uma faca e falou ‘se você não for agora eu vou te matar’ levou ela no quarto e cometeu a violência”, lamenta a mãe completando que agora entende o motivo das infecções urinarias do ano passado.

Mesmo com todos os indícios apontando que o ex-vereador estuprou a menina, a mãe da vítima afirma que os familiares e a própria população da cidade não acreditam que Orneis tenha praticado o crime. “Ele era um cara que ninguém suspeitava, tanto que isso está dando bastante repercussão na cidade, algumas pessoas até me acusam de invenção. Meus familiares não acreditam que seja ele, fala que ela está acobertando outra pessoa. Ele sempre apresentou ser uma pessoa impecável”, contou.

Além da vítima, a mulher tem mais duas filhas de 11 e 6 anos. Mesmo não tendo indícios de que as outras meninas também foram abusadas, a mulher relata que vai levá-las para fazer exame. “Não confio mais”.

Questionada sobre o que está sentindo neste momento, a mulher afirma que ficou em choque. “Estou triste e revoltada, mas ao mesmo tempo em paz por ter escutado minha filha e ter feito o que pude para tirar ela do sofrimento que estava vivendo. As pessoas aqui sentem medo e muitas vezes se calão mediante a isso e quem sofre são os que não tem forças para se defender das violências.

Procurado - O ex-vereador Orneis Fernandes está sendo procurado pela Polícia Civil de Paranhos. Ele é investigado por estupro de vulnerável. Aos 62 anos e com a foto de "procurado" divulgada na terça-feira (26), foi eleito vereador no pleito de 2008, quando estava no PSDB, mudou para o PRB e em 2012 recebeu 171 votos, não retornando ao cargo.

O delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Paranhos, Raul Henrique da Costa, preferiu não informar que crime o homem cometeu. "A natureza do crime proíbe, por lei, dar detalhes. A investigação corre em sigilo e assim que localizarmos o suspeito será atualizado", explicou o delegado.

A reportagem apurou, contudo, que ele é acusado de estuprar a menina de 9 anos da própria família. O caso foi exposto em rede social.

Quem tiver mais informações pode entrar em contato pelo telefone (67) 3480-1300. O sigilo do denunciante é absoluto.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias