ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Acidente que matou família pode ter acontecido após estouro de pneu, diz PRF

Primeiras informações indicavam que condutor da caminhonete fez ultrapassagem em local proibido

Por Ana Oshiro | 26/01/2022 08:47
Pneu de camionete estourou e pode ter sido causa de acidente. (Foto: Divulgação/PRF MS)
Pneu de camionete estourou e pode ter sido causa de acidente. (Foto: Divulgação/PRF MS)

Investigação da PRF (Polícia Rodoviária Federal) indica que o acidente que matou pai, mãe e filho na tarde desta terça-feira (25), na BR-262, pode ter sido causado depois que um dos pneus da camionete envolvida estourou. O acidente aconteceu em Ribas do Rio Pardo, a 98 km da Capital.

Informações preliminares, que constam no boletim de ocorrência, indicavam que o acidente poderia ter sido causado por uma ultrapassagem em local proibido, por parte da camionete, conduzida por um homem de 37 anos. O veículo atingiu um Renault Kwid branco, onde haviam três pessoas da mesma família. Eles morreram na hora.

"Há indícios de que houve o estouro de um dos pneus da camionete no eixo traseiro, o que causou a perda de controle de direção da camionete, fazendo com que ela derrapasse e saísse da pista de circulação. O estouro do pneu é um tipo de dano que costuma ocorrer antes da colisão", explica Tércio Baggio, inspetor da PRF.

Renault Kwid, onde família estava, ficou destruído após colisão. (Foto: Rio Pardo News)
Renault Kwid, onde família estava, ficou destruído após colisão. (Foto: Rio Pardo News)

A investigação do acidente ainda é recente e, segundo Baggio, nada é conclusivo por enquanto. "A força do impacto também aponta para possível excesso de velocidade do condutor da camionete, mas ainda precisamos confirmar todas as informações de fato. Tudo pode mudar se a perícia encontrar algum outro detalhe", explicou.

Com a força da colisão, a idosa Darcy Neves de Oliveira, de 71 anos, foi arremessada para fora do Renault Kwid, mesmo estando com o cinto de segurança. Aílton Lemes de Oliveira, de 67 anos, esposo de Darcy, e Wellington Neves de Oliveira, de 41 anos, filho do casal, morreram presos às ferragens.

"É de se destacar as boas condições da BR-262 quanto a sua manutenção. Os acidentes que tem ocorrido continuam tendo como causa a imprudência do condutor", finalizou Baggio. O motorista da camionete foi autuado por homicídio culposo na direção de veículo.

Estado dos veículos após colisão indica que camionete estaria em alta velocidade. (Foto: Rio Pardo News)
Estado dos veículos após colisão indica que camionete estaria em alta velocidade. (Foto: Rio Pardo News)


Nos siga no Google Notícias