A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

19/02/2019 11:58

Adolescente confessa morte de homem encontrado com faca nas costas

Polícia também indiciou rapaz de 19 anos, que nega o crime; ele diz que tentou tirar faca, por isso deixou impressões digitais na arma

Helio de Freitas, de Dourados
Thalis de Souza e o adolescente de 13 anos que assumiu ter matado homem no dia 10 em Dourados (Foto: Divulgação)Thalis de Souza e o adolescente de 13 anos que assumiu ter matado homem no dia 10 em Dourados (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil esclareceu o assassinato de Anderson Salustiano da Silva, 28, encontrado com uma faca cravada nas costas na manhã de 10 deste mês em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Thalis Eduardo Assis de Souza, 19, que teria ameaçado a vítima, está preso. Além dele, a polícia deteve um adolescente de 13 anos, que assumiu ter desferido os golpes. Mas o SIG (Serviço de Investigações Gerais) aponta o maior como autor direto do assassinato.

O corpo de Anderson foi encontrado na manhã do dia 10 em frente a uma casa na Rua Cândido de Carvalho, no Jardim João Paulo II, região leste da cidade. Um morador que tinha saído cedo para fazer caminhada viu o corpo na calçada, com a faca cravada nas costas.

Segundo o delegado Rodolfo Daltro, do SIG, a investigação revelou que Anderson estava sendo ameaçado por Thalis de Souza, fato relatado pela vítima a familiares horas antes do assassinato.

“Após a morte de Anderson, Thalis não mais retornou para sua casa e, inclusive, abandonou o trabalho em uma oficina mecânica”, afirmou o delegado. Segundo o coordenador da investigação, uma testemunha viu Anderson ser perseguido por duas pessoas antes de ser morto.

Após o crime, Thalis se escondeu em uma propriedade rural. No final de semana, o advogado dele procurou a polícia e disse que seu cliente e o menor iriam se apresentar para dar explicações sobre a morte.

Nesta segunda-feira (18), Thalis compareceu ao SIG e sustentou que o menor foi o autor do crime. Alegou ter apenas presenciado os fatos.

“De modo totalmente inverossímil, Thalis alegou que teria tentado tirar a faca que estava cravada nas costas da vítima para socorrê-la. Todavia, tal versão demonstrou que ele buscava apresentar uma explicação caso suas digitais fossem identificadas na faca”, afirmou o delegado.

Já o adolescente disse que Anderson, transtornado, os abordou armado com uma faca. Houve luta corporal e ele teria tomado a faca de Anderson e o golpeou.

“A versão apresentada por Thalis e pelo menor mostra-se totalmente incompatível com a dinâmica dos fatos e oitiva de testemunhas”, explicou Daltro. Thalis de Souza foi indiciado por homicídio. Já o adolescente foi ouvido e encaminhado à Delegacia do Menor.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions