ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Agência antidrogas do Paraguai destrói 30 toneladas de maconha na fronteira

Droga foi encontrada em propriedade rural em Capitán Bado, perto de Coronel Sapucaia

Por Helio de Freitas, de Dourados | 23/02/2021 07:48
Agentes da Senad empilham fardos de maconha encontrados na fronteira (Foto: Divulgação)
Agentes da Senad empilham fardos de maconha encontrados na fronteira (Foto: Divulgação)

Quase 30,2 toneladas de maconha foram apreendidos por agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) em propriedade rural de Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande.

O acampamento dos narcotraficantes funcionava em extensa área de mata da fazenda Santa Rosalina. No acampamento foram encontrados 1.483 bolsas com 29,6 mil quilos de maconha picada e 1.129 quilos da chamada “maconha marroquina” divididos em 60 tabletes prensados.

Conforme a agência antidrogas paraguaia, a chamada “maconha marroquina” tem cotação muito superior à maconha convencional no mercado brasileiro. Ninguém foi preso.

Toda a droga foi empilhada e incinerada no próprio local. Veja o vídeo:

De acordo com a Senad, o depósito funcionava longe das áreas de cultivo da droga, estratégia usada pelos plantadores de maconha para diminuir a possibilidade de apreensão da produção.

A operação, comandada pelo promotor de Justiça Celso Morales, estimou em 7,5 milhões de dólares o prejuízo econômico para os traficantes.

Apesar das seguidas investidas da Senad contra a produção de maconha, as apreensões cresceram nos dois primeiros meses de 2021 em Mato Grosso do Sul. Só o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), apreendeu até a semana passada 41,3 toneladas de drogas, aumento de 336,54% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram apreendidas 9,4 toneladas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário