ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Agência antidrogas vasculha empresa suspeita de enviar cocaína recorde à Europa

Equipes da Senad estiveram em quatro endereços ligados à empresa Pinturas Tupa S.A

Por Helio de Freitas, de Dourados | 24/02/2021 16:12
Agentes vistoriam fábrica de tintas suspeita de ligação com tráfico (Foto: Divulgação)
Agentes vistoriam fábrica de tintas suspeita de ligação com tráfico (Foto: Divulgação)

Empresas, escritórios e residências de suspeitos de ligação com a carga recorde de 23 toneladas de cocaína apreendida hoje (24) na Europa foram alvos da Operação Atlântico Norte, desencadeada nesta tarde pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai.

A droga estava escondida em latas de materiais de pintura de parede, despachadas pela empresa Pinturas Tupa S.A em contêineres que saíram há quatro meses do Rio Paraguai com destino aos portos de Hamburgo na Alemanha e Antuérpia na Bélgica.

Em coordenação com o Ministério Público paraguaio e agências internacionais de segurança, a Senad faz buscas na empresa de envasamento de tinta Envases Paraguayos SRL, na cidade de Limpio, em uma casa na capital Asunción, em escritório também em Asunción e na empresa Cartopar S.A, na cidade de Mariano Roque Alonso.

Veja o vídeo:

Conforme a Senad, as buscas incluíram os depósitos da empresa suspeita de organizar a logística para envio da cocaína à Europa. A Pinturas Tupa S.A registra grande quantidade de exportações para a Europa desde o ano passado.

Ainda segundo a agência antidrogas do Paraguai, a Tupa S.A é vinculada a dezenas de outras empresas, entre as quais a Envases Paraguayos.

Após a embaixada da Alemanha na Colômbia informar à Aduanas do Paraguai que a Pinturas Tupa é uma das implicadas no envio da carga, a empresa divulgou comunicado afirmando ser vítima do crime organizado. Segundo a empresa, parte do carregamento foi alterada durante o trajeto marítimo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário