A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

02/07/2019 15:16

Almoçando em cubículo, servidores comparam Detran a presídio superlotado

Na agência em Dourados, moradores esperam documentos em pé e servidores afirmam que horário estendido não melhora atendimento

Helio de Freitas, de Dourados
Servidores almoçam em espaço apertado na agência do Detran em Dourados (Foto: Direto das Ruas)Servidores almoçam em espaço apertado na agência do Detran em Dourados (Foto: Direto das Ruas)

Servidores do Detran reclamam que desde ontem (1º), com a retomada do expediente integral no órgão de trânsito de Mato Grosso do Sul, estão sendo obrigados a levar marmita e almoçar em um cubículo na agência regional em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Fotos enviadas à reportagem mostram funcionários da autarquia almoçando em pé numa pequena sala e outros no corredor da agência localizada na Avenida Coronel Ponciano.

Para servidores ouvidos pelo Campo Grande News, a jornada ampliada até 16h30 cria a falsa sensação de que agora existe mais tempo para procurar atendimento, mas afirmam que a classe trabalhadora não vai ser beneficiada, pois a agência fecha das 11h30 às 12h30.

“A categoria está disposta a trabalhar como sempre tem feito, porém não temos as devidas condições. Na autarquia em Dourados há um cubículo com aproximadamente 1,5 metro por 3 metros. Como 80 servidores irão almoçar num ambiente desse tamanho?”, questionou uma servidora.
“Para a população que trabalha não adianta porque o Detran fecha no horário de almoço. A medida só beneficia aposentados e pessoas com grande disponibilidade de tempo”, declarou ela.

A servidora reclama que em Dourados o maior problema é a falta de estrutura da agência para atender a população. “A estrutura física não comporta o número de usuários. Faltam servidores. O povo fica esperando documento em pé. A agência foi feita há 20 anos e a cidade cresceu muito nesse tempo”.

Com a superlotação, os servidores comparam a agência a um presídio. “A diferença é que nós [Detran] arrecadamos muito. Como pode a segunda maior arrecadação do Estado não oferecer sequer cadeiras para os usuários? Onde está indo parar esse dinheiro?”, afirmou um servidor. Para ele, o expediente estendido não vai melhorar o atendimento em Dourados.

Os servidores citam que o expediente de seis horas foi adotado em 2004, após estudos apontarem economia para o cofre público, principalmente com água, energia elétrica, telefone e transporte.

“Há 16 anos o Detran funciona nesse horário e para fins financeiros convém muito, pois a arrecadação é a mesma. A despesa aumenta muito com a carga horária de oito horas”, afirmou a servidora.

População gostou – Nesta terça-feira, o secretário estadual de Administração, Roberto Hashioka, disse que jornada de oito horas dos servidores estaduais agradou a população.

“As pessoas gostaram do novo horário e nosso objetivo sempre foi atender bem a população. Os servidores vão se adequar e vamos fazer alguns ajustes necessários para que não prejudique ninguém”, afirmou Hashioka. A jornada era de seis horas para 16 mil servidores, enquanto 34 mil já cumpriam expediente em período integral.

Através da assessoria de imprensa, o Detran informou que sobre o local de almoço está tomando providências para readequar a situação. Segundo o diretor presidente, Luiz Rocha, a mudança do horário ainda é recente e as adequações serão feitas conforme as demandas forem surgindo. No entanto, há um projeto para a reforma e ampliação do prédio em Dourados, ainda em análise. (Matéria alterada às 16h18 para acréscimo do posicionamento do Detran)

 

Moradores na fila aguardando atendimento no Detran em Dourados (Foto: Direto das Ruas)Moradores na fila aguardando atendimento no Detran em Dourados (Foto: Direto das Ruas)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions