ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 32º

Interior

Apontada na rua por "cabelo ruim e arranha-céu", mulher denuncia casal

Crime é imprescritível e índice de ocorrências em Mato Grosso do Sul é mais que o dobro da média nacional

Por Adriel Mattos | 28/11/2021 14:55
Caso aconteceu no Centro de Corumbá. (Foto: Reprodução/Google Street View)
Caso aconteceu no Centro de Corumbá. (Foto: Reprodução/Google Street View)

Uma mulher de 25 anos procurou a Polícia Civil no sábado (27) após ser vítima de injúria racial em Corumbá, cidade no oeste de Mato Grosso do Sul a 428 km de Campo Grande. Ela ia para o trabalho quando foi ofendida por um casal.

Os dois, que não foram identificados por serem desconhecidos da vítima, estavam acompanhados por uma criança. Ao passar pela mulher, começaram a gesticular e proferir ofensa como “cabelo ruim”, “cabelo arranha-céu”, “cabelo pra cima”, entre outros termos.

Após o caso, a vítima passou mal e precisou ser levado para o Pronto-Socorro Municipal, onde foi medicada e liberada. O caso foi registrado como injúria racial na 1ª Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Dados – Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Estado registra uma taxa de casos mais do que o dobro da média nacional.

Em 2020, o Brasil teve 5,1 casos a cada 100 mil habitantes. Já Mato Grosso do Sul registrou 10,6 casos a cada 100 mil habitantes.

Em números absolutos, foram 298 casos no ano passado, 19,6% a menos em relação a 2019, quando foram denunciadas 365 ocorrências.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário