A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 26 de Setembro de 2017

26/09/2013 18:09

Após 7h, desembargador é solto por índios e volta amanhã para a Capital

Vinícius Squinelo

O desembargador Josué de Oliveira, vice-presidente do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) e outros três servidores do TRE/MS foram libertados pelos índios da etnia Guarani Caiová que os mantinham reféns e já estão em Amambai, cidade distante 360 km de Campo Grande.

Segundo informações da assessoria de imprensa do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) eles passam bem e retornam amanhã à Capital. A viagem foi marcada para amanhã por pedido do desembargador, que preferiu passar a noite em Amambai.

O desembargador Josué de Oliveira e os três servidores foram libertados após a chegada de equipes da Polícia Federal e da Força Nacional na MS-295, entre Tacuru e Iguatemi, onde os índios bloqueavam a estrada e mantinha-os reféns.

Oliveira e os servidores estavam fazendo uma correição nos municípios de Mundo Novo e Eldorado, sendo que já haviam terminado o trabalho e retornavam para Campo Grande. Ao passar por Tacuru, eles foram rendidos, por volta das 11h de hoje (26).

Recentemente, lideranças indígenas tiveram uma reunião na qual a Sesai prometeu uma solução. Eles então decidiram realizar o bloqueio.

PF e Força Nacional chegam a local onde desembargador é mantido refém
Equipes da Polícia Federal e da Força Nacional chegaram, há pouco, na MS-295, entre Tacuru e Iguatemi, onde os índios bloqueiam a estrada e mantêm um...
Índios "sequestram" desembargador e três servidores da Justiça Eleitoral
Indíos da etnia Guarani Caiová fizeram um desembargador e três servidores do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Além de faze...
Ciclista bate em veículo parado, cai e morre atropelado por carreta
Ciclista de 41 anos morreu depois de bater em uma caminhonete parada, cair e em seguida ser atropelado por uma carreta. O acidente aconteceu na tarde...



Então, é complicado né! Tudo é uma questão de justiça, não é mesmo?
 
Luis Acordado em 27/09/2013 08:15:14
...isso não é crime, sequestro, porque não os prendem também, pq quando qualquer outra pessoa faz esse tipo de protesto a policia chega a espanca e pq com o indio não se aplica as leis, em JUSTIÇA BRASILEIRA...quem sempre paga o pato e o trabalhador mesmo e BRASIL...
 
Marco Antonio em 27/09/2013 07:19:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions