ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Após 8 anos inelegível, ex-prefeito é nomeado secretário de saúde

Jesus Baird é irmão de João Baird, o “Bill Gates Pantaneiro”, envolvido em vários escândalos políticos de MS

Por Adriano Fernandes | 22/03/2021 21:30
A advogado e ex-prefeito de Costa Rica, Jesus Queiroz Baird. (Foto: ASSECOM-PMCR)
A advogado e ex-prefeito de Costa Rica, Jesus Queiroz Baird. (Foto: ASSECOM-PMCR)

Após oito anos de inelegibilidade, o advogado e ex-prefeito de Costa Rica, Jesus Queiroz Baird, voltou a ter um cargo na prefeitura do município. O ex-prefeito assumiu como secretário municipal de Saúde de Costa Rica, nesta segunda-feira (22). Ele vai substituir Juliana Oliveira Dias Corrêa, que deixou o cargo na última terça-feira (16) "para tratar de assuntos pessoais", segundo a prefeitura da cidade.

“O momento é bastante desafiador para qualquer gestão por conta da pandemia causada pelo coronavírus. Vamos dar continuidade ao bom trabalho que vinha sendo desenvolvido pela Juliana, trabalhar imbuídos num processo de escuta das demandas e promover novas melhorias voltadas a saúde pública municipal”, disse o novo secretário.

Com 1.567 casos positivos de covid-19 registrados, Costa Rica já perdeu 30 vidas para a doença, desde o início da pandemia. Dez pessoas estão em tratamento nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na cidade.

Caçado - Jesus Baird foi prefeito de Costa Rica de 2009 a 2012, ano em que ele e o seu vice-candidato à reeleição nas eleições daquele ano, Luiz Bocalan (PMDB), tiveram os registros de candidatura caçados pela Justiça Eleitoral, e foram declarados inelegíveis pelos oito anos seguintes, ou seja, até 2020.

O então prefeito foi condenado por improbidade administrativa sob acusação de uso indevido na máquina pública e concessão de benefícios, como remédios, materiais escolares e de construção, cesta básica, doação de lotes urbanos, em troca de votos no período eleitoral.

Jesus Baird é irmão do João Roberto Baird, conhecido por “Bill Gates Pantaneiro”, acusado em diversas investigações de desvios de dinheiro em Mato Grosso do Sul, e que chegou a ser preso em preso em 2018 na operação “Computadores de Lama”.

No ano passado, João Baird voltou à cena política de Mato Grosso do Sul como doador da campanha de quatro candidatos a prefeito e 12 postulantes ao cargo de vereador em cinco cidades. O maior valor, R$ 150 mil, foi doado justamente para o atual prefeito de Costa Rica o delegado Cleverson Alves dos Santos (PP), que hoje nomeou o irmão, Jesus, como seu novo secretário de Saúde.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário