A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

22/05/2017 15:39

Após dois dias de chuva, buracos tomam conta das ruas de Dourados

Prefeitura retomou hoje recuperação das ruas, mas não há previsão de quando o serviço vai chegar aos bairros da periferia

Helio de Freitas, de Dourados
Trecho tomando por buracos na Rua Rio Brilhante, no Jardim Água Boa (Foto: Helio de Freitas)Trecho tomando por buracos na Rua Rio Brilhante, no Jardim Água Boa (Foto: Helio de Freitas)

A chuva recorde que caiu no sábado e domingo em Dourados, a 233 km de Campo Grande, piorou a situação das ruas da área central e dos bairros da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. Os buracos tomam conta das vias e alguns trechos estão quase intransitáveis.

As “crateras” estão em quase todas as ruas e avenidas. Na região sul da cidade há vários trechos críticos, como o cruzamento da Rio Brilhante com Januário Pereira de Araújo, no Jardim Água Boa. Nas ruas Manoel Rasselen e Leônidas Além, no BNH 4º Plano, os buracos também tomam conta da maior parte do asfalto.

O tapa-buraco, iniciado em março pela prefeitura, avançou pouco até agora. Além dos atrasos provocados pela chuva, a operação ficou vários dias suspenso por determinação do Ministério do Trabalho e Emprego até que a empreiteira contratada pela prefeitura adotasse normas de segurança dos trabalhadores que fazem o serviço.

Nesta segunda-feira (22) a prefeitura anunciou que o tapa-buraco foi retomado na Rua Brasil, Avenida Marcelino Pires, na região leste, e Rua Onofre Pereira de Matos, próximo ao terminal de transbordo.

O secretário de Obras Tahan Sales Mustafa, disse que o serviço segue um cronograma, atrapalhado pela chuva e pela suspensão do serviço neste mês. “Nossa meta é atender a demanda até que apareça uma solução ainda melhor”, disse ele através da assessoria.

Equipe trabalha na recuperação de trecho da Rua Onofre Pereira de Matos (Foto: A. Frota/Divulgação)Equipe trabalha na recuperação de trecho da Rua Onofre Pereira de Matos (Foto: A. Frota/Divulgação)

A prefeitura aguarda a liberação de R$ 5 milhões do governo do Estado para fazer o recapeamento do quadrilátero central.

Em fevereiro o município contratou a empreiteira Enerpav por R$ 700 mil, com dispensa de licitação, para o serviço emergencial. A empresa também ganhou a licitação de R$ 2,3 milhões para fazer o tapa-buraco em toda a cidade.

“Temos trabalhado para resolver o problema e enfrentá-lo de frente. Sei das dificuldades e vamos tapar os buracos que surgem a cada dia e também aqueles que herdamos”, afirmou Tahan.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions