ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Após relatório do TCE, prefeita promete medidas enérgicas sobre educação

Auditoria encontrou “graves problemas” no setor educacional de Dourados; prefeitura tem 30 dias para encaminhar soluções

Por Helio de Freitas, de Dourados | 20/10/2017 10:52
Conselheira Marisa Serrano entrega relatório para Délia Razuk (Foto: Divulgação)
Conselheira Marisa Serrano entrega relatório para Délia Razuk (Foto: Divulgação)

Dois dias após a Justiça determinar a exoneração de 300 professores contratados e a convocação de concursados para as vagas, a Prefeitura de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, tem outro problema ligado à educação para resolver. Relatório do TCE (Tribunal de Contas do Estado) apontou graves problemas no setor. Ao receber o documento, a prefeita Délia Razuk (PR) prometeu adotar “medidas severas” para seguir as orientações.

O relatório foi entregue ontem (19) à prefeita pela conselheira Marisa Serrano. Segundo Délia Razuk, o relatório reforça as informações divulgadas anteriormente pela prefeitura sobre a situação financeira do município. Neste ano os servidores não tiveram reajuste salarial e agora em outubro a prefeitura escalonou a folha, pagando quem recebe até R$ 4.200 no quinto dia útil. Os demais funcionários recebem hoje.

Délia afirmou que após o relatório, medidas mais enérgicas serão adotadas, entre as quais o corte no quadro de pessoal. “Temos de fazer isso e vamos fazer, pelo bem da nossa cidade”. Entretanto, a prefeitura não informou ainda se haverá exonerações além das 300 determinadas pela Justiça.

De acordo com o TCE, a administração municipal de Dourados tem 30 dias para analisar as fragilidades detectadas pela auditoria e encaminhar um cronograma para a solução dos problemas, encontrados nas áreas de infraestrutura, metas do Plano Nacional e Municipal de educação, pessoal, questões pedagógicas e transporte escolar.

“Analisamos todos os problemas que há no município, através dos índices oficias, e posso dizer pelos dados que temos que a educação de Dourados, frente aos outros municípios da região, está precisando melhorar a sua qualidade”, comentou Marisa Serrano, em audiência pública na Câmara de Vereadores.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário