A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/02/2016 10:40

Após seis horas de chuva, ponte cai e isola 20 mil moradores de distrito

Caroline Maldonado
Moradores de distrito ficaram sem acesso à cidade (Foto:  Direto das Ruas)Moradores de distrito ficaram sem acesso à cidade (Foto: Direto das Ruas)

Depois de mais de seis horas de chuva ontem (21), desabou a ponte que dá acesso ao Distrito Nova Itamarati, em Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande. O local tem 20 mil pessoas, que estão ilhadas, sem acesso à Vila do Secador, centro comercial mais próximo, e sem condições de escoar produção de leite e soja.

Segundo o coordenador da Defesa Civil em Ponta Porã, Mário Camargo, a ponte era uma das duas em situação de risco, conforme relatório apresentado à prefeitura, que decretou situação de emergência na última sexta-feira (19), em função de estragos provocados pela chuva na região.

“Constatamos 28 pontos críticos na região de 57 hectares do distrito e agora precisamos que o decreto seja reconhecido pelo Governo do Estado”, comentou.

O coordenador da Defesa Civil informou que uma equipe foi enviada ao local para levantar os prejuízos e ver o que pode ser feito para ajudar a população. Outra estrada, que pode servir como rota alternativa, está alagada, segundo a funcionária pública, Luzia Alvares, que mora a 30 quilômetros do local e trabalha em uma das três escolas do distrito.

“Estamos desesperados, porque as aulas começariam na semana que vem. Já fizemos protestos para reivindicar reparos, mas foram feitos alguns remendos em outros pontos e nada foi resolvido. Os próprios moradores estavam colocando entulho para conter os buracos, mas a ponte desabou nessa madrugada”, reclamou Luzia.

Conforme a moradora, os produtores vão perder 3 mil litros de leite, sem ter como sair do distrito. Ela conta que a chuva foi ininterrupta entre as 13h e 19h de ontem e o pessoal da região já evitou passar pelo local, com medo de desabamento.

Ponta Porã teve ventos de 70 Km/h durante a tarde de ontem. As fortes pancadas de chuva resultaram em precipitação de 46 milímetros na cidade, de acordo com o Centro Meteorológico da Uniderp.

Protesto - Há pouco mais de uma semana, moradores do distrito bloquearam trecho da MS-164, em Ponta Porã. Eles pediram melhorias na infraestrutura da região, em que diversos caminhões carregados de grãos ficaram parados em meio as erosões nas estradas.

Antes do protesto, a prefeitura colocou à serviço dos agricultores uma patrola, um motonivelador e uma pá carregadeira, além de enviar 200 litros de diesel por semana, de acordo com o prefeito Ludimar Novais (PDT). No entanto, os moradores reclamavam que o combustível era insuficiente. Na ocasião, o prefeito disse ao Campo Grande News que enviaria mais combustível e tentaria decretar emergência a fim de conseguir recursos para os reparos. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions