A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/08/2016 09:30

Assaltantes disparam e noite termina com quatro mortes na fronteira

Chloé Pinheiro
Caminhão de mercado paraguaio foi alvo da ação de bandidos. (Foto: Cândido Figueiredo/ABC Color)Caminhão de mercado paraguaio foi alvo da ação de bandidos. (Foto: Cândido Figueiredo/ABC Color)

Três pessoas foram mortas a tiros em um assalto que ocorreu na noite do último sábado (27) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande.

Um caminhão do Mercado Guarani, de Pedro Juan, estava nas imediações do Parque Nacional Cerro Corá por volta das 21h quando foi interceptado por dois bandidos que, segundo informações enviadas por leitores, haviam montado uma falsa barreira policial.

O veículo do mercado era ocupado por Fidel Villalba e Cleto Antonio Bogado e os assaltantes abriram fogo assim que eles pararam. Villalba morreu na hora, enquanto Cleto conseguiu fugir e se esconder na vegetação da região. As informações são do site paraguaio ABC Color. 

Depois de executar a primeira vítima, os criminosos pegaram 15 milhões de guaranis que estavam no caminhão e, quando se preparavam para abandonar o lugar, foram surpreendidos por uma motocicleta com dois ocupantes que passavam pelo local.

Com medo de serem pegos, os dois dispararam novamente e mataram Júlio Cézar Mendonza e Ramona, como era conhecida na região a mulher que estava na moto e não tinha documentos de identidade. A dupla fugiu num VW Gol e ainda não foi localizada. 

Execução na fronteira. (Foto: Direto das Ruas) Execução na fronteira. (Foto: Direto das Ruas)

Noite sangrenta

O crime ocorreu três horas antes do policial campo-grandense Douglas Danilo Vitoria Duarte, 34 anos, ser executado com 14 tiros em pleno centro de Pedro Juan Caballero. Douglas estava na fronteira com os amigos para a inauguração de uma casa noturna.

Hospedado em um hotel da cidade, o oficial desceu à meia noite e foi até seu carro da marca Hyundai para, segundo testemunhas, pegar um vidro de perfume. Ao chegar ao veículo, foi surpreendido por pistoleiros que estavam em uma motocicleta e dispararam, no total, 14 tiros. Douglas morreu na hora e seu corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Pedro Juan Caballero. Agentes da Seção de Investigação de Delitos da Policia paraguaia investigam o caso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions