A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/01/2016 14:21

Autor de latrocínio confessa crime e afirma que era conhecido da vítima

Mariana Rodrigues
Leandro Bento da Silva, confessou a autoria do crime. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Leandro Bento da Silva, confessou a autoria do crime. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil de São Gabriel do Oeste, a 140 km de Campo Grande, prendeu Leandro Bento da Silva, 22 anos. Ele é um dos autores do crime de latrocínio cometido contra o comerciante Niganor Fernandes, 63 anos, encontrado morto, amarrado e amordaçado dentro de sua mercearia e que chamou a atenção devido ao requinte de crueldade.

Segundo informações do site Idest, Leandro foi preso em flagrante na terça-feira (19), ele confessou a autoria do crime assim que foi preso, inclusive passou vários detalhes do roubo seguido de morte. Leandro era conhecido da vítima e foi visto por testemunhas saindo da mercearia de Niganor na manhã do dia do crime.

Durante o depoimento, o autor ainda indicou que teve a participação de outra pessoa. Através de investigações, a Polícia Civil deteve a pessoa indicada pelo suspeito, porém, após o mesmo ser ouvido não foi confirmada a sua participação no crime. As investigações continuam para localizar o outro participante.

Leandro relatou aos policiais que ele e uma outra pessoa haviam roubado entre R$ 6 mil a R$ 7 mil da mercearia no início da noite de terça-feira. Segundo as investigações, ele e o comparsa estavam em uma caminhonete prata e possivelmente o dinheiro roubado esteja com o criminoso que está foragido, já que com Silva nada foi encontrado.

Silva foi autuado em flagrante por latrocínio (roubo seguido de morte). Caso seja condenado, a pena para o crime varia entre 20 e 30 anos de reclusão.

Caso - Na última terça-feira, os autores invadiram a mercearia na localidade do Areado, e amarraram Niganor Fernandes com as mãos para trás e o amordaçaram. Fernandes acabou morrendo momentos depois após ser asfixiado pela mordaça. Como a vítima não tinha o hábito de depositar dinheiro em banco, teria despertando a cobiça dos bandidos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions