ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Briga por posse de terra termina com armas apreendidas e oito pessoas presas

Flagrante foi feito por força-tarefa entre policiais civis de Chapadão do Sul e Água Clara e a Polícia Militar

Por Geisy Garnes | 12/06/2021 09:50
Armes e munições apreendidas na propriedade rural (Foto: Divulgação)
Armes e munições apreendidas na propriedade rural (Foto: Divulgação)

Arsenal de arma foi apreendido durante uma operação conjunta entre policiais de Chapadão do Sul e Água Clara nesta sexta-feira (11). O flagrante aconteceu após funcionário de uma fazenda relatar ter sido expulso das terras por um grupo armado. Oito pessoas foram presas no local.

Conforme divulgado pela polícia, um homem procurou a delegacia de Chapadão do Sul na tarde de ontem e relatou que há um ano foi contratado como empreiteiro de uma fazenda da região e construía no local uma casa e um barracão, no entanto, foi expulso da propriedade por homens armados que apresentaram a ele um título de posse da terra.

Durante a confusão, um dos envolvidos chegou a usar as máquinas da construção do barracão para destruir a casa já pronta.

Por se sentir ameaçado, procurou a polícia. Durante a conversa, os policiais da unidade descobriram que a propriedade rural ficava em Água Clara e comunicaram a Delegacia de Polícia Civil da cidade. Diante da denúncia relatar grande quantidade de armamento e do risco da ação, foi montada uma força-tarefa para o flagrante.

Além de policiais das duas delegacias, a Polícia Militar de Água Clara também foi chamada. As equipes foram até o local indicado. Em um primeiro momento, encontraram um revólver calibre 38 na cintura de um dos envolvidos na confusão.

Logo descobriram mais armas escondidas em uma espécie de compartimento feito de cano enterrado na propriedade. Desse local foram retirados um revólver calibre 32, uma espingarda calibre 22 e uma pistola 9 mm. Grande quantidade de munição também foi apreendida.

Ao todo, oito pessoas que estavam no local foram presas em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e munições, dentre elas o homem que dizia ter a posse da terra. O caso segue em investigação.



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário