ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Briga termina com 7 presos e um PM ferido a garrafadas em Corumbá

Um adolescente, de 17 anos, também foi apreendido durante confusão em praça

Por Adriano Fernandes | 22/01/2022 19:04
Homens se atacando durante a confusão em praça de Corumbá. (Foto: Diário Corumbaense)
Homens se atacando durante a confusão em praça de Corumbá. (Foto: Diário Corumbaense)

Briga terminou com sete homens presos e um policial militar ferido a garrafadas, na madrugada deste sábado (22) na Praça do Bairro Nova Corumbá, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande. Um adolescente, de 17 anos, também foi apreendido. O local é ponto frequente de tumultos na cidade.

Havia aglomeração de pessoas consumindo bebida alcoólica na praça, no momento em que a confusão começou, envolvendo pelo menos 10 pessoas. Haviam cerca de 40 moradores na praça, mas não se sabe o que teria causado a briga.

Policiais da Força Tática que faziam rondas pela Rua Paraíba tentaram separar, inicialmente, dois suspeitos, de 25 e 28 anos. Durante a tentativa de abordagem outros pessoas que estavam na praça começaram a arremessar garrafas de vidro contra os policiais e a viatura.

Os PMs pediram apoio e militares do Getam (Grupamento Especializado Tático Motorizado), rádio patrulha e de Ladário, se deslocaram até o local. No entanto, foi necessário o uso de materiais químicos para dispersar a multidão e os agressores, que continuavam a arremessar garrafas de vidro e outros objetos contra as equipes policiais.

Por fim, três jovens de 21, 30, 26 anos e o adolescente foram contidos enquanto atacavam os agentes. Um outro homem, de 24 anos, que não quis se afastar dos policiais e começou a xingar os agentes também foi preso junto de um outro suspeito. Outros dois homens também foram presos.

Todos os envolvidos foram detidos e encaminhamos à primeira delegacia de Polícia Civil da cidade, conforme o Diário Corumbaense. Uma viatura policial ficou danificada e um soldado ferido por uma das diversas garrafas arremessadas. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, dano, resistência, desobediência, desacato, vias de fato e tentativa de lesão corporal.




Nos siga no Google Notícias