A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

03/12/2014 10:39

Cadeiras de rodas ocupam vaga de carros em protesto no Dia do Deficiente Físico

Helio de Freitas, de Dourados
Cadeirantes saíram às ruas de Dourados hoje de manhã para protestar contra motoristas que ocupam vagas de deficientes em estacionamento (Foto: Eliel Oliveira)Cadeirantes saíram às ruas de Dourados hoje de manhã para protestar contra motoristas que ocupam vagas de deficientes em estacionamento (Foto: Eliel Oliveira)

Cadeiras de rodas ocuparam as vagas de estacionamentos destinadas aos carros na manhã desta quarta-feira no centro de Dourados, a 233 km de Campo Grande. Para marcar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, a associação local mobilizou pelo menos 30 cadeirantes na área central da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

Como alerta às pessoas quanto a seus direitos, os deficientes ocuparam as vagas, alguns pagaram o parquímetro e instalaram cartazes da campanha “Essa vaga não é sua nem por 1 minuto”, que protesta contra condutores que ocupam as vagas reservadas para pessoas com deficiência.

Alex Moraes, presidente do Centro de Apoio à Pessoa com Deficiência e vice-presidente do conselho municipal, disse que praticamente todas as vagas destinadas para estacionamento dos deficientes são ocupadas pelos motoristas douradenses. Segundo ele, falta respeito da maioria das pessoas, que ignoram os direitos dos deficientes e até mesmo o fato de que as pessoas com deficiência também podem, assim como todo mundo, ter carro.

Cadeirante há mais de duas décadas, Alex Moraes disse que os deficientes tiveram de pagar o parquímetro porque a empresa que explora o estacionamento rotativo em Dourados teria e negado a liberar as vagas para a manifestação. O pedido também foi negado pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Segundo Alex Moraes, pagar pelo estacionamento no centro da cidade é normal para os deficientes, já que as vagas gratuitas estão sempre ocupadas. Ele informou que de acordo com o IBGE existem 13 mil cadeirantes em Dourados.

Para protestar contra motorista que ocupa vaga de deficientes, cadeirantes deram o troco, mas tiveram de pagar parquímetro (Foto: Eliel Oliveira)Para protestar contra motorista que ocupa vaga de deficientes, cadeirantes deram o troco, mas tiveram de pagar parquímetro (Foto: Eliel Oliveira)
Velório de jovens mortos em acidente leva 400 à ginásio e cancela Carnaval
O velório de quatro dos cinco jovens mortos em um acidente na rodovia BR-060, em Camapuã - município localizado a 133 km de Campo Grande -, levou pel...
Incêndio em fazenda é controlado e prejuízo pode ser de R$ 2 milhões
O incêndio que atingiu a fazenda Novilho, localizada em Caarapó - município que fica a 283 km de Campo Grande - e ocupada por índios Guarani-Kaiowá d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions