ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Carro de dona de restaurante estava abandonado e com sangue na maçaneta

Liane foi encontrada morta com marca de perfuração no pescoço, dentro da casa onde vive em Corumbá

Por Izabela Sanchez | 12/07/2020 16:27
Carro modelo Fox estava com marcas de sangue na maçaneta da porta do motorista (Foto: Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense)
Carro modelo Fox estava com marcas de sangue na maçaneta da porta do motorista (Foto: Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense)

A polícia civil de Corumbá, a 419 km de Campo Grande, encontrou o veículo de Liane de Arruda Darmanceff, de 51 anos, achada morta na manhã deste domingo (12), dentro da casa onde vive.

O carro, um Fox preto, estava abandonado no final da rua América, na região da pista do Aeroporto Internacional de Corumbá, no bairro Aeroporto, segundo o jornal Diário Corumbaense. Os investigadores também encontraram marcas de sangue na maçaneta da porta do motorista, segundo o jornal.

A investigação trabalha com a possibilidade de latrocínio, o roubo seguido de morte. Liane foi encontrada morta dentro do quarto, com o corpo perfurado por objeto cortante no pescoço, sinal de que ela pode ter sido assassinada com uso de faca. A casa estava revirada e o cofre de segurança estava aberto.

Liane era proprietária de um restaurante na região central de Corumbá e foi encontrada porque um funcionário não conseguiu falar com ela ao chamá-la na porta da casa. Ele disse ter chegado no restaurante e não ter encontrado a chefe, que vive em casa anexa ao estabelecimento. A irmã da proprietária foi chamada por ele e os dois arrombaram a porta.

Processador – Dentro do carro, a polícia também encontrou o processador do computador do restaurante, o CPU, onde acredita estarem armazenadas as imagens das câmeras de segurança. Uma das câmeras do restaurante estava coberta com uma toalha quando a perícia chegou ao local, mas investigadores ainda analisam outros aparelhos.

Dentro do carro também haviam garrafas de cerveja e a polícia trabalha com a possibilidade de que mais de uma pessoa possa estar envolvida no crime. Máscara e “pó branco” também estavam no veículo, no banco traseiro. O jornal cita “indício de uso de entorpecentes”, segundo a investigação, alusão possível à cocaína.

Crime - Liane foi encontrada morta na manhã deste domingo (12). A suspeita é de que a empresária tenha sido roubada e morta a facadas em seguida. Conforme o site Diário Corumbaense, marcas no pescoço da vítima comprovam os ferimentos. Além do veículo, também havia desaparecido da residência quantia em dinheiro.