ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Carro usado por pistoleiros para matar pastor foi roubado em Campo Grande

O pastor era dono da Panorama Câmbios S/A, investigada por lavagem de dinheiro do narcotráfico

Viviane Oliveira | 24/09/2022 11:03
Carro foi abandonado e incendiado (Foto: reprodução / ABC Color) 
Carro foi abandonado e incendiado (Foto: reprodução / ABC Color)

O carro provavelmente utilizado pelos pistoleiros para executar o pastor Wilfrido Arce Cáceres, de 44 anos, na fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul, foi roubado em Campo Grande, segundo divulgado pelo site ABC Color.

O Nissan Kicks, de cor branca, foi encontrado queimado, em meio a um pasto, na manhã de ontem (23), no Bairro República. Os atiradores ainda não foram identificados.

O pastor era dono da Panorama Câmbios S/A, investigada por lavagem de dinheiro do narcotráfico. Horas antes da morte, as unidades da empresa na capital do Paraguai, Asunción, e em Pedro Juan Caballero, foram vasculhadas por agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) durante mandados de busca no âmbito da Operação Belia.

 Wilfrido Arce, era dono da Panorama Câmbios S/A, investigada por lavagem de dinheiro do narcotráfico(Foto: reprodução / ABC Color) 
 Wilfrido Arce, era dono da Panorama Câmbios S/A, investigada por lavagem de dinheiro do narcotráfico(Foto: reprodução / ABC Color)

No segundo piso da loja localizada no Bairro Villa Morra, na capital, a Senad encontrou pelo menos 1,5 milhão de dólares em espécie. O dinheiro estava em uma sala secreta que funcionava paralela à casa de câmbio oficial.

Para policiais da fronteira, a execução de Wilfrido horas após a operação da Senad pode não ser simples coincidência. A suspeita é que ele tenha sido morto como retaliação pela apreensão do dinheiro, em mais um capítulo da guerra travada no submundo do crime organizado.

Preso com quase 400 quilos de cocaína em 2009 e acusado de mandar matar o cunhado policial paraguaio em 2012, Wilfrido Arce Cáceres foi executado por volta de 19h de quinta-feira (22), quando chegava com a esposa na igreja localizada no Jardim Aurora, em Pedro Juan Caballero, cidade separada por uma rua de Ponta Porã (MS).

Nos siga no Google Notícias