ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Chefe da Máfia do Cigarro, ex-policial militar é preso em operação no Paraguai

Na casa em que ele estava foram apreendidos joias, arma, dinheiro em dólares, reais, além de documentos

Por Clayton Neves e Helio de Freitas, de Dourados | 11/10/2020 20:12
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Considerado um dos principais líderes da máfia cigarreira da fronteira entre Brasil e Paraguai, o ex-policial militar do Mato Grosso do Sul Fábio Costa, chamado de “Pingo” ou “Japonês”, foi preso neste domingo (11) em Salto Del Guayrá, no Paraguai, durante operação montada pela polícia do país vizinho.

Materiais apreenedios pela polícia na casa do acusado. (Foto: Polícia Paraguaia)
Materiais apreenedios pela polícia na casa do acusado. (Foto: Polícia Paraguaia)

Na casa em que o criminoso estava foram apreendidos uma espingarda Maverick calibre 12, vários equipamentos eletrônicos, celulares, quatro notebooks, R$ 19.800, U$$1.300 dólares jóias, um caminhão Ford, tipo Raptor Plate KLL 001, além de vários documentos.

Segundo investigações, Pingo é suspeito de corromper agentes públicos para assegurar a passagem de cargas de cigarro contrabandeado pelas estradas. Ele é réu no âmbito da Operação Nepsis, deflagrada em setembro de 2018 e que levou para a cadeia policiais civis, militares e agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

“Foi preso em 2011 pela Polícia Federal na Operação Marco 334, deflagrada para desarticular uma quadrilha de contrabandistas de cigarro”, diz seu perfil feito pelo órgão federal. É suspeito ainda de participação de ataque à casa de inspetor da PRF (Polícia Rodoviária Federal) de Dourados, em 2017, após apreensão de carga de cigarros contrabandeados avaliada em R$ 14 milhões.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário