ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 23º

Interior

Cinco são denunciados por desviar meio milhão de comida de hospital

Ex-secretário de Saúde de Dourado e mais quatro fraudaram licitações para fornecimento de marmitas para paciente da rede pública

Tainá Jara e Helio de Freitas, de Dourados | 19/11/2019 18:12
Carros da PF foram vistos na Secretaria de Saúde de Dourados, durante operação, no dia 6 deste mês (Foto: Adilson Domingos)
Carros da PF foram vistos na Secretaria de Saúde de Dourados, durante operação, no dia 6 deste mês (Foto: Adilson Domingos)

A Justiça Federal acatou denúncia do MPF (Ministério Público Federal) de cinco pessoas por desviar R$ 532 mil de contratos destinados para compra de comida para pacientes de média e alta complexidade atendidos nas unidades de saúde do município de Dourados, distante 235 quilômetros de Campo Grande.

Encabeçavam o esquema o ex-secretário de Saúde do município, Renato Oliveira Garcez Vidigal, e o empresário e ex-diretor financeiro da secretaria de Saúde, Raphael Henrique Torraca Augusto. Eles foram detidos na operação Purificação, deflagrada pela Polícia Federal, no dia 6 de novembro, e continuam presos na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Em fevereiro deste ano, na primeira fase da operação, a PF descobriu ligação de Renato Vidigal e Raphael Torraca com a empresa Marmiquente Comércio de Bebidas e Alimentos Ltda., contratada por dispensa de licitação pela prefeitura por R$ 1,8 milhão para fornecer alimentação para a Funsaud, que administra o Hospital da Vida e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A sociedade entre o então secretário de Saúde e o então servidor com a empresa também foi comprovada em fiscalização da CGU (Controladoria-Geral da União). A fiscalização apontou irregularidades na dispensa licitatória 020/2017 para contratação de fornecimento de refeições a pacientes internados.

Também foram denunciados à Justiça Ronaldo Gonzales Menezes, “laranja” da pessoa jurídica Marmiquente Comércio de Bebidas e Alimentos LTDA-ME; Sandra Regina Soares Mazarim, gerente administrativa da Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados); e Dayane Jaqueline Foscarini Winck, servidora do núcleo de contabilidade da Secretaria de Saúde de Dourados.

Nos siga no Google Notícias