A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/02/2016 13:14

Com chave especial, agentes entram em prédios grandes e encontram focos de Aedes

Caroline Maldonado
A gentes encontraram focos de mosquito em edifícios (Foto: Diário Corumbaense)A gentes encontraram focos de mosquito em edifícios (Foto: Diário Corumbaense)

Equipe do Centro de Controle de Vetores e Endemias e da Vigilância Sanitária começou inspeção em prédios grandes que estão fechados, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande. Com uma chave especial, eles abriram os imóveis e fizeram vistorias, hoje (18), em dois locais.

No prédio de uma empresa de telecomunicações, na Rua Dom Aquino, foram encontradas larvas de mosquito apenas na saída de água, na caixa de esgoto. Pelas características, as larvas eram do Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika, conforme informou ao jornal Diário Corumbaense, a profissional da Educação em Saúde do Centro de Controle de Vetores e Endemias, Nathália Rojas.

No edifício onde funcionava um banco, na Rua Frei Mariano, foi constatado que o ambiente é frequentemente limpo, mas foi detectado em um ralo com larvas do Aedes aegypti.

Quando a fiscalização detecta larvas, deposita larvicida no local infestado, produto com duração de oito semanas, tempo suficiente para o retorno dos agentes de endemias. A população pode informar onde há prédios fechados por meio da Ouvidoria da Saúde, pelo 0800 647 2255. A ligação é gratuita.

“Eles fazem essa denúncia, dos imóveis abandonados que têm algum risco para a saúde pública. Tem alguns imóveis que foram realmente abandonados pelos proprietários, são nesses onde há um grande risco para a saúde”, explicou Nathália.

Durante a visita dos agentes, um morador reclamou do prédio onde funcionava o antigo Hotel Internacional, pertencente à Prefeitura. Há um quintal com condições precárias de manutenção, com vários baldes, calhas e telhas que contribuem para aumentar os criadouros do mosquito.

A assessoria de comunicação do município informou ao jornal local que a equipe da Saúde já está notificando a FUPHAN (Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico) para que o setor responsável faça a limpeza do local. O Centro de Controle de Vetores e Endemias está com cronograma em andamento de limpeza dos prédios públicos, incluindo os imóveis fechados que integram o PAC das Cidades Históricas.

Combate ao Aedes aegypti é tema de trote solidário em faculdade da capital
Neste ano, os alunos, professores e colaboradores da faculdade Estácio de Sá em Campo Grande, realizarão ações de conscientização no combate ao mosqu...
Governo estuda multa para quem mantiver focos de Aedes aegypti em casa
O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse hoje (15) o governo federal estuda uma multa para quem continuar a manter focos do mosquito Aede...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions