A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/07/2016 14:32

Com nova UTI quase lotada, secretário volta a cobrar mais dinheiro para saúde

Dos dez leitos entregues nesta segunda-feira, nove serão ocupados até quarta por pacientes já internados; UTI antiga será reformada

Helio de Freitas, de Dourados
Nova UTI é terceirizada e Estado vai pagar despesa mensal (Foto: A. Frota)Nova UTI é terceirizada e Estado vai pagar despesa mensal (Foto: A. Frota)
Prefeito durante inauguração da nova UTI do Hospital da Vida (Foto: A. Frota)Prefeito durante inauguração da nova UTI do Hospital da Vida (Foto: A. Frota)

Os dez novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) inaugurados hoje (11) no Hospital da Vida, em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, ficarão quase lotados até quarta-feira com a transferência de nove pacientes atualmente internados na UTI antiga, que será desativada nesta semana para reforma.

A nova UTI é terceirizada. Através de licitação, o município contratou a empresa Intensicare, que gerencia pelo menos 300 leitos de terapia intensiva. Através de parceria, o governo do Estado vai pagar R$ 510 mil mensais para a empresa, que forneceu os leitos e demais equipamentos, medicamentos e profissionais.

De acordo com o secretário de Saúde de Dourados Sebastião Nogueira, com a nova UTI e a antiga que fica pronta em 30 dias, o Hospital da Vida passará a ter 20 leitos de terapia intensiva, mas os principais problemas da saúde pública ainda estão longe de acabar.

A solução, segundo o município, é a construção do Hospital Regional de Dourados. Na semana passada, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou que o Ministério da Saúde garantiu a R$ liberação de 20 milhões para construir o hospital. O Estado vai investigar mais R$ 28 milhões.

Gestão plena – Nogueira voltou a afirmar que o município renunciará à gestão plena de saúde e entregar os hospitais da Vida e HU (Hospital Universitário) para o governo do Estado ou União. “Se o subfinanciamento da saúde não acabar, se Dourados continuar recebendo poucos recursos, os problemas vão continuar”.

Segundo ele, essa pode ser a saída para o município priorizar o atendimento básico de saúde, já que a falta de mais dinheiro do Estado e do governo federal obrigam a prefeitura a gastar recursos próprios para garantir o atendimento de média e alta complexidade.

Além de Nogueira, a entrega dos novos leitos reuniu o prefeito Murilo Zauith (PSB) e o presidente da Intensicare Rodrigo Aquino.

De acordo com a Secretaria de Saúde, com a nova UTI o Hospital da Vida passará a contar com 20 leitos. A prefeitura mantém mais dez leitos no Hospital Evangélico e mais 35 no HU (Hospital Universitário), incluindo UTI adulto e pediátrica.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions