A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/06/2016 17:22

Corpo de índio morto durante confronto com fazendeiros é liberado

Michel Faustino e Helio de Freitas, enviado a Caarapó
Carro funerário que levará o corpo do indígena até a aldeia. (Foto: Hélio de Freitas)Carro funerário que levará o corpo do indígena até a aldeia. (Foto: Hélio de Freitas)

O corpo do agente de saúde Clodioudo Aguile Rodrigues dos Santos, 26, morto a tiros durante confronto com fazendeiros ocorrido nessa terça-feira (14), em Caarapó, a 264 quilômetros de Campo Grande, foi liberado há pouco. O corpo estava retido no IML (Instituto Médico Legal) do Hospital Evangélico de Dourados, para que fosse realizada a autópsia. O corpo segue em um carro funerário para a aldeia onde os indígenas devem preparar uma cerimonia fúnebre.

A informação de lideranças da região é de que, Clodioudo foi morto a tiros pelos fazendeiros, mas os produtores dizem que, o agente de saúde foi atropelado por um caminhão durante a confusão. Entretanto, a causa da morte ainda não foi divulgado pelas autoridades.

Clodioudo era filho do vice-capitão da reserva, Leonardo Isnardi, e foi uma das vítimas do confronto entre os indígenas e fazendeiros ontem na fazenda Yvu, próximo a aldeia Te’yikuê, em Caarapó.

Outros cinco indígenas que foram feridos a tiros durante o confronto foram encaminhados ao Hospital de Vida em Dourados, mas já tiveram alta. Apenas uma mulher ainda permanece internada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions