A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

18/03/2019 11:01

Criança morta com tiro na cabeça teve fácil acesso à arma, avalia polícia

Pistola .40 estava em uma gaveta no cômodo onde houve o disparo; ela não ficava trancada

Kerolyn Araújo
Menina morreu com um tiro na cabeça em Mundo Novo. (Foto: Arquivo Pessoal)
Menina morreu com um tiro na cabeça em Mundo Novo. (Foto: Arquivo Pessoal)

A arma que disparou o tiro que matou uma menina de 11 anos na noite de ontem (17) em Mundo Novo, cidade distante a 476 quilômetros de Campo Grande, estava guardada em uma gaveta sem nenhuma proteção. 

Conforme a delegada Allana Zarelli, a pistola .40, de uso pessoal do pai da vítima, que é Subtenente da Polícia Militar, estava guardada em uma gaveta no mesmo cômodo onde ocorreu o disparo. Ela não ficava trancada e a criança tinha fácil acesso à arma. À polícia, a mãe da menina contou que, mesmo sendo militar, o pai nunca ensinou a filha a manusear as armas que tinha em casa.

Segundo a delegada, a mãe relatou que a filha não demonstrava sinais de tristeza e nenhuma carta foi deixada. Porém, a polícia encontrou em um caderno da menina alguns textos com elementos que demonstravam insatisfação. ''Mas não sabemos se a caligrafia é mesmo da criança e nem quando os textos foram escritos", explicou.

Além do caderno, o celular e o computador da criança foram recolhidos. Todos eles passarão por perícia. A hipótese de tiro acidental foi descartada e a principal linha de investigação é suicídio. ''A pistola era de difícil manuseio e o tiro atingiu a lateral do crânio", disse.

Ainda nesta segunda-feira (18) a delegada irá ouvir um casal que estava na casa da família do momento do disparo. Os pais deverão ser ouvidos nos próximos dias.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions