ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Depois de 10 dias sem energia produtores jogam leite em frente à Energisa

Produtores de assentamentos em Nova Andradina contabilizam prejuízos após temporal

Por Ana Lívia Tavares | 25/10/2021 15:38


Sem terem como resfriar o leite há dez dias por falta de energia elétrica após o temporal que atingiu a região na semana passada, produtores de assentamentos em Nova Andradina, a 301 quilômetros de Campo Grande, protestaram em frente a central de atendimento da Energisa, nesta segunda-feira (25). Foram despejados 100 litros de leite estragado no chão da calçada.

Ao Jornal da Nova, produtores rurais alegam que a empresa estaria "fazendo pouco caso sobre a falta de energia". Os prejuízos são ainda mais graves nos assentamentos Peroba, Teijim, Angico, entre outros, onde há produção de leite. Sem a refrigeração, parte da produção de leite acabou estragando. Já o ordenhado nesta segunda, foi destinado à Comunidade Betel e ao silo de Nova Andradina.

"Eles nem atendem mais nossas ligações, deixam em modo de espera até cair a ligação, mandam um número de protocolo e não resolvem nada", disse um produtor ao Jornal da Nova.

Procurada pelo Campo Grande News, a Energisa afirmou que "aumentou em dez vezes a quantidade de equipes nos atendimentos, inclusive, com transporte em voo fretado de colaboradores de outros estados. E, na manhã desta segunda-feira (25), enviou novamente reforço para os municípios de Nova Andradina e Naviraí. As equipes seguem trabalhando de forma ininterrupta na região", diz nota divulgada.

Sobre os assentamentos e propriedades rurais, a Energisa alega ter disponibilizado um helicóptero para realizar inspeções aéreas, "devido à dificuldade de acesso pelas equipes e quantidade de defeitos identificados. Os reparos são de altíssima complexidade e por isso levam mais tempo".

(*) Matéria editada às 16h08 para acréscimo de informações.     

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário