ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Dívida que ameaçava atendimento em UTI será paga em 32 parcelas

Os mais de R$ 8 milhões em atraso serão pagos a partir do dia 19 a empresa que opera a UTI do Hospital da Vida em Dourados.

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 12/04/2018 19:22
A unidade recebe em maioria, pacientes não só da Grande Dourados, como do Vale do Ivinhema e da região sul do Estado. (Foto: Divulgação)
A unidade recebe em maioria, pacientes não só da Grande Dourados, como do Vale do Ivinhema e da região sul do Estado. (Foto: Divulgação)

A Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados) se comprometeu a repassar, a partir do próximo dia 19, os valores referentes aos nove meses em que a Intensicare Gestão em Saúde ficou sem receber. A empresa opera os 20 leitos da UTI do Hospital da Vida, em Dourados, e ameaçava parar de receber novos pacientes à meia-noite de hoje (12). 

O acordo intermediado pelo Ministério Público, por meio do promotor Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior, entre a fundação e a contratada, estabelece que os R$ 8,064 milhões referentes ao atraso, serão pagos em 32 parcelas.

A primeira, no valor de R$1,5 milhão, será debitada até o dia 19 deste mês e mais R$1,5 milhão até 19 de maio. O resíduo no valor de R$ 5.064 milhões deve ser quitado em 30 parcelas mensais de R$ 168,8 mil com o primeiro vencimento a contar de 19 de junho.

Além de não afetar o atendimento aos pacientes, com o compromisso firmado nesta quinta-feira (12), a Intensicare também dará continuidade as obras de mais 10 leitos da UTI do hospital. O contrato original também será prorrogado para mais 36 meses. 

A unidade recebe em maioria, pacientes não só da Grande Dourados, como do Vale do Ivinhema e da região sul do Estado. 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário