ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Dupla é presa com 10,5 toneladas de baterias e alumínio contrabandeado

Os suspeitos, de 18 e 45 anos, irão responder por crime ambiental e contrabando

Adriano Fernandes | 01/04/2021 22:40
Policial sobre a carga de material apreendido. (Foto: PMA) 
Policial sobre a carga de material apreendido. (Foto: PMA)

Dois paraguaios foram presos pela PMA (Polícia Militar Ambiental) ao serem flagrados transportando 10,5 toneladas de sucatas de baterias e alumínio contrabandeados do Paraguai na BR-163, próximo da divisa de Mato Grosso do Sul com o Paraná. Os policiais foram acionados por um agente tributário estadual do Posto Fiscal Ilha Grande, para analisar a legalidade ambiental da carga, que não possuía qualquer documentação.

Durante a vistoria, a equipe verificou que o caminhão transportava ilegalmente uma carga com 9 mil quilos de sucatas de baterias usadas e mais 1,5 tonelada de alumínio. O transporte do material perigoso, segundo os dois ocupantes, residentes em Salto Del Guayra (PY), seria feito até um entreposto na cidade de Guaíra (PR), onde completariam a carga para levar aos centros industriais.

O transporte do material caracteriza-se contrabando, mas também crime ambiental, devido ao transporte do produto perigoso, sem a licença e ainda sem haver no veículo as placas com os rótulos de riscos obrigatórios pelas normas para o transporte de produtos perigosos, bem como outras exigências legais.

Os suspeitos, de 18 e 45 anos, foram encaminhados para a delegacia de Polícia Federal de Naviraí, juntamente com o material apreendido, para responderem por crime ambiental de transporte ilegal de produto perigoso, que prevê pena de um a quatro anos de reclusão.

Nos siga no Google Notícias