ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  24    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Entreposto de onde saiu caminhão de melancia tinha maconha enterrada

Carga que estava no caminhão e no sítio em Dourados pesou 16.061 quilos da droga

Por Helio de Freitas, de Dourados | 07/05/2024 16:35


A carga de maconha escondida em caminhão de melancia interceptado na madrugada desta terça-feira (7) pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) saiu de um sítio na Linha do Potreirito, em Dourados (a 251 km de Campo Grande). Na propriedade rural, fardos da droga que não foram colocados no caminhão foram encontrados enterrados (veja o vídeo acima).

O motorista do caminhão, Fábio de Souza Oliveira, o filho dele e quatro pessoas que estavam no sítio (três homens e uma mulher) foram detidos. Entretanto, na Polícia Civil, o filho do caminhoneiro e a mulher foram ouvidos e liberados. Os demais, autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico.

O caminhão, aparentemente transportando apenas melancia, foi parado por policiais da delegacia da PRF em Dourados por volta de 0h30, na BR-163, distrito de Vila Vargas.

Moradores no Rio de Janeiro, Fabio e o filho informaram que carregaram a carga em Deodápolis e seguiam viagem para São Paulo.

Na carroceria havia um compartimento de compensado de madeira, coberto por grama usada pra evitar atritos entre as frutas. Durante revista na carroceria, os policiais perceberam que o carregamento de melancia servia apenas para camuflar a carga mais valiosa – 15.860 quilos de maconha.

Com a descoberta da maconha, o motorista contou que de fato havia carregado melancia em Deodápolis, mas, depois, foi até o sítio na Linha do Potreirito, onde a maior parte das frutas foi retirada para a droga ser acomodada no caminhão.

Presos por tráfico são conduzidos por PRF em delegacia da Polícia Civil (Foto: Leandro Holsbach)
Presos por tráfico são conduzidos por PRF em delegacia da Polícia Civil (Foto: Leandro Holsbach)

Recebidos a tiros - Os policiais foram até o sítio, localizado a 23 km do centro de Dourados, e encontraram a mulher e três homens – o caseiro Paulo Henrique Vaz Pereira da Silva e os irmãos paraguaios Maicon Nicolas Portillo Agusti e Miller Portillo Agusti. Na propriedade foram encontrados mais 201 quilos da droga enterrados, além de uma espingarda e 16 munições.

Segundo a PRF, Paulo Henrique era o responsável em guardar a droga no sítio e os irmãos vieram do Paraguai para ajudar a despachar o carregamento. Um quarto homem, ainda não identificado, conseguiu fugir. Ele atirou na direção dos policiais e correu para o mato. Nenhum agente foi ferido.

O caminhoneiro Fabio de Souza Oliveira contou que foi contratado no Rio de Janeiro para buscar a droga em Dourados e levar até São Paulo. Entretanto, os policiais acreditam que o destino final seriam favelas controladas pelo Comando Vermelho no Rio de janeiro. Na delegacia, o caminhoneiro disse que o filho não tem envolvimento com o tráfico e o rapaz foi liberado.

Caminhão que levava maconha escondida em carga de melancia (Foto: Divulgação)
Caminhão que levava maconha escondida em carga de melancia (Foto: Divulgação)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias