A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

12/08/2019 18:49

Ex-prefeito é condenado por desviar cestas básica para comprar voto

Ex-primeira-dama, vereador e servidor também tiveram os direitos políticos cassados e pagarão indenização

Tainá Jara
José Arthur Soares de Figueiredo administrou Bonito entre 2019 e 2012 (Foto: Divulgação/Facebook)José Arthur Soares de Figueiredo administrou Bonito entre 2019 e 2012 (Foto: Divulgação/Facebook)

O ex-prefeito de Bonito, José Arthur Soares de Figueiredo, e a ex-primeira-dama, Conceição Izabel Aivi de Figueiredo, foram condenados em 1º instância por desviar cestas básicas de programa assistencial do município, distante 265 quilômetros de Campo Grande, para comprar votos. Também terão de pagar pelo ato de improbidade administrativa o vereador em exercício Pedro Aparecido Rosário e o servidor Valdirnei Ferreira Martins.

Além de ter os direitos políticos suspensos por cinco anos, eles terão de restituir 500 cestas à Sas (Secretaria Municipal de Assistência Social), sob pena de multa de R$ 20 mil. Figueiredo, do PMDB, foi responsável por administrar o município entre 2008 e 2012.

A ação civil proposta pelo MPE (Ministério Público Estadual) resultou ainda na condenação dos envolvidos, solidariamente, ao pagamento de R$ 30 mil, a título de indenização.

Os condenados pela juíza Adriana Lampert podem recorrer da decisão.

Esquema - Conforme o processo, a distribuição das cestas básicas ficava a cargo da ex-primeira-dama. Na ocasião, o então prefeito, José Artur, era candidato a reeleição. O servidor Valdirnei, era responsável por fazer a comunicação ao mercado sobre os endereços de entregas.

O vereador, Pedro Aparecido, teve a participação comprovada por prova testemunhal. Ele prometeu uma cesta básica em troca de “uma forcinha na eleição” para eleitora não cadastrada na Sas para o recebimento do benefício

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions