A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Junho de 2017

22/06/2012 07:58

Fazendeiros e índios viram réus por denúncia de arrendamento de terra

Aline dos Santos
Lavoura de soja em aldeia de Dourados. (Foto: Divulgação)Lavoura de soja em aldeia de Dourados. (Foto: Divulgação)

Acusadas de arrendamento de terras da União na reserva indígena de Dourados, nove pessoas – incluindo fazendeiros e índios – se tornaram réus em ação ajuizada pelo MPF (Ministério Público Federal).

Segundo denúncia, o crime teria sido cometido por pelo menos doze anos, de 1996 até 2008. A pena é de detenção de um a cinco anos, além de multa.

Dentre os réus, três são fazendeiros acusados de usar ilegalmente as terras indígenas, para o plantio de milho e soja. Os demais são índios. Segundo a legislação, as terras indígenas pertencem à União, cabendo aos indígenas o seu usufruto exclusivo.

O arrendamento dessas terras é ilegal e configura crime. De acordo com depoimento dos índios, áreas das aldeias Bororó e Jaguapiru eram arrendadas por preço menor do que realmente valem. Em alguns casos, os indígenas recebiam cerca de R$ 2 mil por safra, em outros, o pagamento era de R$ 3 mil, pelo uso de sete hectares ao ano.

Adolescente é apreendido após decepar orelha de homem em aldeia
Um adolescente de 13 anos foi apreendido após decepar parte da orelha de um homem na noite de sábado (24) na aldeia Bororó em Dourados, a 233 km de C...
Homem é esfaqueado após defender irmã de ex-cunhado durante discussão
Um homem de 29 anos foi ferido com duas facadas após defender sua irmã, que é ex-namorada do suspeito, durante uma discussão no inicio da manhã deste...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions