ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Moradores reclamam de ambulância usada para fazer mudança

Conforme a prefeitura, veículo foi desabilitado pelo Ministério da Saúde, mas ainda não foi descaracterizado

Por Tainá Jara | 19/09/2019 18:55
Flagrante de uso da ambulância como frete foi feito pelos moradores de São Gabriel do Oeste (Foto: Divulgação)
Flagrante de uso da ambulância como frete foi feito pelos moradores de São Gabriel do Oeste (Foto: Divulgação)

Flagrante feito pelos moradores do município de São Gabriel do Oeste, distante 137 quilômetros de Campo Grande, gerou falação e o prefeito teve de se explicar. Circulou nas redes sociais imagem de servidores do município utilizando uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para transportar móveis.

Considerando o uso indevido do veículo, os moradores se queixaram alegando, por exemplo, que a prefeitura deveria utilizar um frete, meio de transporte considerado adequado, para fazer este tipo de mudança.

O prefeito Jeferson Luiz Tomazoni justificou a situação em post feito no Facebook. O veículo que aparece na imagem, segundo ele, trata-se de uma ambulância antigo desabilitada pelo Ministério da Saúde, porém, a prefeitura ainda não o descaracterizou.

“Entendo perfeitamente que cada veículo tem sua utilidade e especialmente os da saúde (Samu, ambulância...) não devem ser utilizados para outros fins, pois são instrumentos para salvar vidas a qualquer momento”, afirmou.

Ambulância desabilitada já estão sem os equipamentos de saúde (Foto: Prefeitura de São Gabriel do Oeste)
Ambulância desabilitada já estão sem os equipamentos de saúde (Foto: Prefeitura de São Gabriel do Oeste)

A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Gabriel do Oeste explicou melhor a situação. O município recebeu uma nova ambulância do Samu e, por isto, a antiga não vai operar da mesma forma, podendo o veículo ser utilizado para outros serviços.

No momento do flagrante, o carro era utilizado pelo condutor justamente para fazer os orçamentos para reformar a ambulância antiga. Por uma questão de logística, foi solicitado que o motorista passasse em um local para pegar um armário doado para ser utilizado pelas equipes do Samu.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário