A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

01/11/2017 07:45

Governador se prepara para ir à despedida do prefeito de Corumbá

Ruiter Cunha (PSDB) passou mal na segunda-feira, foi trazido às pressas para a Capital, foi operado ontem e morreu pouco depois da meia-noite

Anahi Zurutuza
Ruiter e Reinaldo durante o carnaval de Corumbá deste ano (Foto: Chico Ribeiro/Governo do Estado)Ruiter e Reinaldo durante o carnaval de Corumbá deste ano (Foto: Chico Ribeiro/Governo do Estado)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve ir ao velório do prefeito de Corumbá e companheiro de partido, Ruiter Cunha. O chefe do Executivo corumbaense morreu na madrugada desta quarta-feira (1º) seis horas depois de passar por cirurgia cardíaca, no Proncor de Campo Grande.

De acordo com a assessoria de imprensa do Governo do Estado, Reinaldo deve sair da Capital ainda pela manhã para chegar à Cidade Branca para o início da despedida.

O corpo do prefeito já foi liberado do Proncor e deve chegar à capital do Pantanal por volta do meio-dia. As informações são de assessores do prefeito que ainda estão em Campo Grande e vieram à Capital para acompanhar o tratamento dele.

O velório deve começar no início da tarde e o horário do sepultamento ainda não foi marcado. A despedida será na sede do Corumbaense Futebol Clube, que fica na avenida General Rondon.

Rompimento de aorta – Ruiter passou mal na segunda-feira (30). Ele sentiu dores fortes na perna e na barriga simultaneamente, foi levado para a Santa Casa de Corumbá, sendo transferido à Capital no mesmo dia, em uma UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) aérea.

No Proncor de Campo Grande ele passou por um cateterismo, exame que vasculha os vasos sanguíneos em busca de problemas vasculares e no coração. Na Capital, ele foi diagnosticado com um aneurisma dissecante da aorta abdominal, que significa o rompimento da artéria, a maior do corpo, nesta região.

Depois de ser estabilizado, o paciente foi levado ao centro-cirúrgico nesta terça-feira (31), onde foi operado pela equipe do cirurgião cardíaco João Jazbik Neto por quatro horas.

Segundo informações da assessoria de imprensa da prefeitura corumbaense, o prefeito sofreu várias paradas cardíacas no pós-operatório e oscilação constante da pressão arterial. Além disso, os medicamentos aplicados não surtiram efeito e o prefeito teve morte confirmada às 0h28.

Ruiter Cunha tinha 53 anos e deixa mulher, Beatriz Cavassa, e os filhos Rodrigo e Rafaela, além da mãe e da irmã.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions