ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Governador visita nova unidade de fábrica e destaca geração de emprego

Por Guilherme Henri | 25/09/2017 23:29
Governador Reinaldo Azambuja acompanhado de equipe técnica da Fibria (Foto: Divulgação/ Governo de MS)
Governador Reinaldo Azambuja acompanhado de equipe técnica da Fibria (Foto: Divulgação/ Governo de MS)

Durante visita a nova unidade da Fibria Celulose, localizada em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Campo Grande – o governador, Reinaldo Azambuja destacou, que a ampliação da fábrica irá gerar novos empregos e mais desenvolvimento para Mato Grosso do Sul.

Resultado de investimentos de R$ 7,5 bilhões, a segunda fábrica da Fibria em Três Lagoas terá capacidade de produção de 1,95 milhão de toneladas de celulose de eucalipto por ano.

Somando a primeira unidade, já em funcionamento na cidade, a empresa passa a ter uma capacidade de produção de 3,25 milhões de toneladas de celulose por ano, o que faz da Fibria em Mato Grosso do Sul uma das maiores fábricas de celulose do mundo.

Ao longo de 27 meses de construção, foram gerados 40 mil empregos em toda a cadeia produtiva, do canteiro de obras da empresa até as operações dos cerca de 300 fornecedores diferentes do projeto.

Um dos destaques da nova unidade é o viveiro automatizado de mudas de eucalipto – a maior inovação tecnológica na área florestal dos últimos tempos -, que apresenta novas tecnologias, como a irrigação automatizada, o que permite o controle detalhado do manejo e da nutrição das plantas.

Além disso, no local há uma estação meteorológica particular, que faz a abertura e o fechamento automático de tetos retráteis de acordo com o clima, aumentando a proteção das mudas na fase mais sensível. A estação também mede a intensidade de energia solar no viveiro, propiciando o melhor controle sobre a quantidade de água necessária às plantas.