A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

24/08/2017 17:13

Operação da Fibria antes do prazo reafirma solidez fiscal, diz Reinaldo

Paulo Nonato de Souza
Nova unidade da Fibria em Três Lagoas passará a produzir 3,25 milhões de toneladas de celulose por ano (Foto: Divulgação)Nova unidade da Fibria em Três Lagoas passará a produzir 3,25 milhões de toneladas de celulose por ano (Foto: Divulgação)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse nesta quinta-feira, 24, que Mato Grosso do Sul vem apresentando saldo positivo na abertura de novos postos de trabalho porque as empresas estão procurando o Estado pela solidez fiscal e administrativa como sinônimo de segurança para se investir.

Um dos exemplos citados pelo governador é a Fibria, que três semanas antes do prazo previsto, colocou em operação a sua segunda fábrica de celulose em Três Lagoas com incentivos do Governo do Estado e investimentos de R$ 7,5 bilhões. A nova unidade, denominada Horizonte 2, passará a produzir 3,25 milhões de toneladas de celulose por ano, passando à condição de uma das maiores fábricas de celulose do mundo.

“Isso é resultado do empenho do nosso governo em atrair novos investimentos e assim movimentar a nossa economia e gerar novos empregos. A entrada em operação de uma nova fábrica da Fibria, além de trazer reflexos diretos no incremento da economia de Três Lagoas e do Estado, impulsiona outros segmentos, como o comércio, o setor imobiliário e de transportes. Sem contar a expansão das florestas plantadas de eucalipto na região”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Histórico - A unidade Horizonte 2 da Fibria em Três Lagoas começou a ser construída em maio de 2015 com previsão de início das operações para primeira quinzena de setembro deste ano. Nesses 27 meses, foram gerados 40 mil empregos em toda a cadeia produtiva, do canteiro de obras da empresa em Mato Grosso do Sul até os cerca de 300 fornecedores. A nova fábrica terá capacidade de produção de 1,95 milhão de toneladas de celulose de eucalipto por ano.

Na avaliação do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, esse resultado demonstra o comprometimento e eficiência da Fibria com o cronograma de investimentos previstos para essa nova fábrica.

“Nossa política de atração de investimentos e incentivos fiscais tem resultado em mais exportação, mais desenvolvimento e mais emprego para Mato Grosso do Sul. É esse o foco da política de resultados implantada pelo governador Reinaldo Azambuja para a promoção do desenvolvimento do Estado”, afirmou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions