ACOMPANHE-NOS    
FEVEREIRO, SÁBADO  27    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Homens mortos em conveniência foram atingidos a tiros de pistola 9 mm e ponto 40

Duas pessoas morreram e duas ficaram feridas e foram socorridas para unidades de saúde da região

Por Viviane Oliveira | 16/01/2021 07:21
Momento em que criminosos atira nas vítimas (Foto: reprodução MS Em Foco)
Momento em que criminosos atira nas vítimas (Foto: reprodução MS Em Foco)

Vladimir Cabrera Fernandes, 26 anos, e Keliton Lopes de Abreu, 28 anos, foram executados na noite de ontem (15) a tiros de pistola 9 mm (milímetros) e ponto 40. Outras duas pessoas, de 38 e 42 anos, ficaram feridas durante o atentado e foram socorridas para unidades de saúde. Elas não correm risco de morte. O caso aconteceu numa conveniência, na Rua Pedro Ângelo Rosa, no Bairro Residencial Ponta Porã I, em Ponta Porã, distante 323 quilômetros de Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, testemunha contou que as vítimas estavam sentadas numa mesa, quando dois homens numa moto estrangeira chegaram e sem falar nada fizeram vários disparos na direção delas. Após o atentado, os pistoleiros fugiram e até o momento não foram identificados.

Keliton morreu na hora. Já Wladimir, conhecido como "Neném", foi baleado nas pernas e chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Regional, mas não resistiu. As outras duas pessoas baleadas foram levadas para receber atendimento médico em unidades de saúde. No local, foram encontradas várias cápsulas de pistolas 9 mm e ponto 40 (usado pelas forças policiais).

Além dos policiais da 1ª delegacia do município, policiais do Batalhão de Choque, DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) atenderam a ocorrência. As equipes estão na cidade desde o fim de semana passado, quando houve a tentativa fracassada de resgate de Giovanni Barbosa da Silva, 29 anos, o “Bonitão”, líder atual do PCC (Primeiro Comando da Capital) na fronteira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário