ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Interior

HU suspende entrada de acompanhantes de pacientes em maternidade

Medida foi tomada por causa da pandemia do novo coronavírus; maternidade do HU é a única que atende pelo SUS em Dourados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 22/06/2020 12:24
Militares do Exército desinfetam área externa do Hospital Universitário de Dourados (Foto: Divulgação)
Militares do Exército desinfetam área externa do Hospital Universitário de Dourados (Foto: Divulgação)

O Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) suspendeu a entrada e permanência de acompanhante durante a internação de gestantes, parturientes e puérperas (em quarentena após o parto) na única maternidade pública a atender pelo SUS em Dourados.

A medida foi anunciada nesta segunda-feira (22) pela direção do hospital devido a contingências geradas pelo contexto da pandemia de covid-19 e leva em conta “todas as especificidades da atenção ao parto e ao nascimento, prestadas pela maternidade”. Segundo o HU, a medida tem caráter temporário e emergencial “diante do momento de aceleração descontrolada da covid-19 em Dourados”.

O hospital é referência na macrorregião para gestação de alto risco, UTI neonatal, UCI neonatal e UTI pediátrica e possui “porta de urgência e emergência” na linha materno-infantil.

Em nota, a direção do HU informou que a maternidade atua acima da capacidade, enfrentando frequentemente superlotação mesmo fora do contingenciamento da pandemia e faz de 350 a 400 procedimentos obstétricos por mês.

“O HU-UFGD é referência para o atendimento dos casos de covid-19, ofertando leitos clínicos e de UTI em ala restrita, porém no mesmo prédio em que funciona a maternidade. A presença de acompanhantes implica a dispensação extra de Equipamentos de Proteção Individual, aumentando despesas e o consumo desses insumos imprescindíveis à segurança da assistência”, afirma o hospital.

Por esses motivos, ainda segundo a nota, o Comitê de Gerenciamento de Crises optou pela suspensão temporária dos acompanhantes de gestantes, parturientes e puérperas, visando a proteção dos pacientes e profissionais de saúde no ambiente hospitalar.

O HU cita que Dourados é o município com mais alta taxa de contaminação de covid-19, apresentando rápido e crescente número de casos, que já ultrapassam 1.800 confirmados. Nesta segunda-feira, a cidade chegou a 1.829 casos positivos, mas há grande quantidade de exames no Laboratório Central, esperando resultado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário