A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

06/12/2016 13:10

Indústria vai investir R$ 740 milhões e gerar 350 empregos em MS

Priscilla Peres
Governador participou do lançamento da pedra fundamental da indústria. (Foto: Divulgação)Governador participou do lançamento da pedra fundamental da indústria. (Foto: Divulgação)

A Coamo Agroindustrial Cooperativa lançou hoje (06), a pedra fundamental da unidade de processamento de soja que vai instalar em Dourados - distante 233 km de Campo Grande. Serão investidos R$ 650 milhões nesta unidade e outros R$ 92 milhões na construção de entrepostos em Sidrolândia e Itaporã.

A unidade que será construída no km 247 da BR-163, terá capacidade de processamento de 3 mil toneladas/dia de soja. Além de 700 toneladas/dia de refino de óleo e estocagem de 100 mil toneladas, suficiente para um mês de processamento.

As obras começam em janeiro e a fábrica deve ficar pronta em 2019. Em Sidrolândia e Itaporã serã construídos entrepostos para recebimento da soja, como o que já existe em Dourados desde 2010.

A ação de processar a soja e refinar o óleo vai agregar valor a produção de soja de MS, além de gerar 350 empregos diretos em Dourados. Para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), essa fábrica vai agregar valor a 15 milhões de sacas de soja antes saíam do Estado.

"MS está ocupando espaço na economia estadual agregando valor ao produto. E produzir alimentos é a a grande lógica do país para sair da crise. Como o Estado que caminha e recebe investimentos mesmo nesta época", diz o governador ao ressaltar que vivemos o "pior momento do país".

O presidente Coamo, José Aroldo, disse que a cooperativa foi fundada há 46 anos por 79 cooperados, e hoje conta com 28 mil no PR, SC e MS. Em Mato Grosso do Sul são 2600 cooperados, que terão prioridade na entrega da soja.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions