A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Junho de 2019

11/06/2019 11:14

Irmãos que mataram rival com tiro no peito ficam em liberdade

Wesley Dauzaker, de 20 anos, e o irmão dele, de 16, se apresentaram ontem à Polícia Civil, mas só menor diz que atirou

Helio de Freitas, de Dourados
Irmãos no momento em que chegavam à delegacia acompanhados por advogados (Foto: Adilson Domingos)Irmãos no momento em que chegavam à delegacia acompanhados por advogados (Foto: Adilson Domingos)

Os irmãos de 20 e 16 anos, acusados pelo assassinato de outro jovem de 20 anos com quem tinham uma rixa por desavenças banais, vão ficar em liberdade até a decisão final da Justiça. O crime ocorreu no dia 4 deste mês em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Wesley Darley Antunes Dauzaker Pereira Ajala e o adolescente se apresentaram na tarde de ontem (10) à Polícia Civil, mas apenas o menor confessou ter atirado em Lucas Alisson Nunes Souza, 20, o “Paçoca”.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, do SIG (Serviço de Investigações Gerais), Wesley foi indiciado por homicídio qualificado. Já em relação ao adolescente, a polícia ouviu o depoimento dele e vai encaminhar o caso à Delegacia do Menor. Ele vai responder por ato infracional e pode ficar no máximo três anos em regime de internação.

O crime – Lucas foi morto com um tiro no peito no momento em que ajudava o cunhado a fazer uma mudança. O crime ocorreu na Vila Cachoeirinha, na região sul de Dourados. Testemunhas afirmaram que os atiradores estavam de bicicleta. Um dos três tiros disparados pela dupla acertou de raspão na perna da irmã de Lucas.

O SIG (Serviço de Investigações Gerais) identificou os autores, mas não conseguiu localizá-los. Uma equipe chegou a ir até Maracaju, para onde os irmãos tinham fugido, mas os policiais não conseguiram prendê-los. Ontem os dois se apresentaram acompanhados de advogados.

O adolescente disse que matou Lucas devido a uma desavença antiga e que teria sido ameaçado pela vítima, além de ter sido agredido com um tapa no rosto. Já o mais velho alegou ter saído atrás do irmão para impedi-lo de matar o rival, mas não conseguiu evitar o crime. O menor disse que jogou fora o revólver calibre 38 usado no assassinato.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions