ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Irmãs foram espancadas antes de incêndio

As duas tiveram lesões graves no rosto e na cabeça antes de terem quase todo o corpo queimado

Por Ana Beatriz Rodrigues | 08/12/2023 09:37
Mãe com as crianças em sorveteria de Sidrolândia. (Foto: Reprodução redes sociais)
Mãe com as crianças em sorveteria de Sidrolândia. (Foto: Reprodução redes sociais)

Duas irmãs, de 5 e 11 anos, resgatadas durante o incêndio da madrugada desta sexta-feira (8), sofreram agressão graves antes de terem os corpos queimados. O caso aconteceu na Rua General Pinho, no Bairro São Bento, em Sidrolândia, município que fica a 70 km de Campo Grande. Há suspeita de fogo criminoso.

Conforme informações apuradas pelo Campo Grande News, a menina de 11 anos teve 70% do corpo queimado devido a uma explosão, que ainda não se sabe o que provocou. As queimaduras são de segundo e terceiro grau. A situação piora muito pela surra que ela levou antes. As agressões causaram traumatismo craniano grave, inclusive, com otorragia (sangramento pelo ouvido).

A caçula, de 5 anos também tinhas sinais de espancamento. Ela deu entrada no hospital com inchaços e escoriações no rosto e ferimentos no couro cabeludo. Parte do cabelo foi arrancada. O fogo causou queimaduras de segundo grau no braço direito e na perna esquerda da criança.

Devido às dores, as meninas estão em coma induzido. O caso é considerado gravíssimo pelos médicos, as duas estão na ala vermelha da Santa Casa, em Campo Grande.

O incêndio começou por volta das 23h, e as meninas foram socorridas por vizinhos que entraram na casa antes que o incêndio tomasse conta de tudo. As irmãs foram levadas pelo Corpo de Bombeiros de Sidrolândia para o hospital da cidade, em seguida transferidas para a Capital.

Crime - A mãe das meninas estava na fábrica onde trabalha no momento do fogo. Como precisa do emprego e não tem com quem deixas as filhas, ela diz que monitora as meninas pelo celular, sempre conectada por vídeo.  Ela suspeita que o ex-namorado tenha se vingado após a separação, colocando fogo na casa.

Os vizinhos contaram que logo depois que a fumaça apareceu, eles correram para frente da casa e viram um homem sair de moto, que seria o ex-companheiro da mãe das crianças.

A investigação está sendo feita pela delegacia do município, onde o crime aconteceu.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias