A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

18/09/2014 23:18

Juiz decreta prisão de adolescente acusado de ferir seis pessoas a tiros

Helio de Freitas, de Dourados
“Willian Dente Podre” é procurado pela polícia de Dourados acusado de atirar em seis pessoas em três casos diferentes (Foto: Divulgação)“Willian Dente Podre” é procurado pela polícia de Dourados acusado de atirar em seis pessoas em três casos diferentes (Foto: Divulgação)

Willian Pereira Ortiz, o “Willian Dente Podre”, tem 18 anos de idade, já possui passagens pela polícia por tráfico de drogas, disparo de arma de fogo e porte ilegal e agora é procurado pela polícia de Dourados por tentar matar pelo menos seis pessoas em três situações diferentes.

A prisão preventiva do rapaz, que segundo policiais douradenses tem “perfil de psicopata”, foi decretada nesta quinta-feira pelo juiz da 3ª Vara Criminal, César de Souza Lima, a pedido do delegado Adilson Stiguivitis, do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil.

O primeiro atentado atribuído pela polícia a “Willian Dente Podre” ocorreu por volta de 19h do dia 30 de agosto, na Rua Mozart Calheiros, no Jardim Água Boa. George Michael de Souza Bastos, 25, e Juliano dos Santos Guilherme, 22, seguiam de moto quando teriam sido alcançados por Willian, também pilotando uma motocicleta, que disparou vários tiros contra os dois.

Juliano Guilherme foi ferido com dois tiros na perna. George não foi atingido pelos tiros, mas caiu da moto e quebrou a clavícula.

Algumas horas depois o rapaz voltou ao ataque. Na mesma rua do primeiro atentado, Natiele Costa de Oliveira, 30, Luana Cáceres de Souza, 23, e Bráulio Guevara Lopes, 20, conversam na varanda de uma casa quando “Willian Dente Podre” teria passado de moto e atirado várias vezes na direção do grupo.

Natiele e Luana não foram atingidas, mas Bráulio Lopes levou um tiro no peito e foi levado ao hospital pelo Samu. Ele ainda se recupera do ferimento.

Três dias depois, na madrugada de 2 de setembro, Willian Pereira Ortiz teria tentado matar mais um desafeto, José Luís de Oliveira Ribeiro, 22, o ”José Capeta”. O rapaz seguia por uma rua da Vila Cachoeirinha quando foi alvejado por vários tiros. Willian estaria novamente numa moto e desta vez acompanhado de outro homem. Ribeiro conseguiu correr até o quintal de uma casa, onde caiu ferido e foi socorrido ao hospital. Ele permanece internado em estado grave.

A Polícia Civil pediu que a população, mesmo que de forma anônima, repasse informações sobre o paradeiro de “Willian Dente Podre”. O telefone para denúncia é o (67) 3416-8080.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions