A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Setembro de 2019

30/01/2018 19:20

Maus tratos contra mula faz prefeitura pedir 'denúncias reais'

Postagem em redes sociais relatou abandono de animal em terreno, encontrada “por acaso” por secretário. Pedido é para que Semea e PM sejam acionados

Humberto Marques
Animal recebeu tratamento e foi encaminhado para adotante. (Fotos: Prefeitura de Três Lagoas/Divulgação)Animal recebeu tratamento e foi encaminhado para adotante. (Fotos: Prefeitura de Três Lagoas/Divulgação)

 

Denúncia de maus tratos contra uma mula em Três Lagoas –a 338 km de Campo Grande– divulgada em redes sociais levou a prefeitura do município a pedir que a população reporte adequadamente os fatos às autoridades, a fim de garantir o bem-estar dos animais feridos. Os fatos ocorreram no fim de semana, segundo relato da assessoria da administração três-lagoense.

O fato chegou a conhecimento da Semea (Secretaria de Meio Ambiente e Agronegócio) depois qe um internauta postou em redes sociais fotos de uma mula abandonada nas ruas, debilitada e com diversos ferimentos. Na postagem, conforme nota da prefeitura, o cidadão cobrava providências das autoridades. O relato foi compartilhado por várias pessoas.

“Por acaso”, destaca a nota, a denúncia chegou ao titular da Semea, Celso Yamaguti, que então atendeu a solicitação e, com uma equipe de profissionais, foi verificar a situação no local –um terreno na rua Manoel Rodrigues Artez, no bairro Colinos. O animal foi encontrado em estado deplorável, com ferimentos nas patas, miíase (“bicheira”) e inchaço no jarrete (“joelho”) direito, que lhe impedia de andar. A mula também estava cega do olho direito.

“Quando chegamos ao local, o senhor Manoel, que mora próximo ao terreno, estava tentando dar água ao animal. Nos cortou o coração ver as condições físicas dela, principalmente pelo fato de que já não ficava em pé sem ajuda”, disse Celso. A idade da mula foi estimada em 30 anos. Muitos dos ferimentos teriam sido causados por maus tratos.

Imagem de animal abandonado foi divulgado em redes sociais.Imagem de animal abandonado foi divulgado em redes sociais.

Tratamento – A veterinária Andreia Santana Silveira, da Semea, orientou o tratamento, com aplicação de soro, anti-inflamatório, cálcio e vitamina B-12. Depois, a mula foi levada para uma chácara na zona rural, onde recebeu os cuidados de um criador que se dispôs a adotar a mula.

O proprietário original do animal não foi localizado, levando a Semea a solicitar que, caso ele seja identificado, que seja feita denúncia para o mesmo ser acionado com base na lei de maus tratos a animais. O artigo 32 da Lei Federal 9.605 trata como crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. A pena é de três meses a um ano de detenção e multa. Caso ocorra a morte do animal, a pena pode ser aumentada em até um terço.

Denúncia – Yamaguti orienta a população a denunciar abusos e maus tratos de animais da forma correta e não apenas nas redes sociais.

“É importante que todos tenham consciência em comunicar-nos da forma certa, para que possamos tomar as devidas providências. As redes sociais são uma importante ferramenta de comunicação, mas, às vezes, a denúncia chega muito tempo depois, pois ao invés de ligar para a PM [Polícia Militar] ou para a Semea a pessoa apenas posta nas redes sociais. O papel do cidadão é nos informar, de preferência, de forma direta e não apenas com postagens”, ressalta o secretário.

Além de denunciar tais fatos pelo 190 da PM, as denúncias podem ser feitas à Secretaria do Meio Ambiente pelo telefone (67) 3929-1249 e pela página da Prefeitura de Três Lagoas no Facebook.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions