A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

21/11/2018 20:33

Médicos cubanos deixam de atender em dez postos de Corumbá

Com a paralisação dos dez profissionais, médicos reforçam a escala, entre uma unidade e outra

Adriano Fernandes
Profissional de saúde durante triagem de paciente em um dos postos do município. (Foto: Divulgação) Profissional de saúde durante triagem de paciente em um dos postos do município. (Foto: Divulgação)

Dez médicos cubanos deixaram de atender pacientes nesta quarta-feira (21) em dez unidades de saúde em que cumpriam expediente na cidade de Corumbá, que fica a 419 quilômetros de Campo Grande.

A paralisação é devido ao comunicado do governo cubano, divulgado no último dia 14, informando que o país iria deixar de participar do programa Mais Médicos, implicando na saída de mais de 8 mil profissionais estrangeiros do programam em todo o país.

A Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) confirmou, oficialmente , nesta quarta-feira (14) que os profissionais começarão a deixar o Brasil amanhã (22). Mas em Corumbá, ao menos por enquanto, os profissionais ainda permanecem na cidade, conforme a Secretaria Municipal de Saúde local, só que a paralisação dos profissionais já gera transtornos e exigiu reforço de médicos nas unidades em que eles atendiam.

“Transtornos ocorrem por que atrasa o atendimento, os pacientes reclamam ainda mais da espera, mas por enquanto os outros médicos estão trabalhando em serviço de jornada. Revezando meio período entre uma unidade e outra”, conta o secretário municipal da saúde, Rogério dos Santos Leite.

Apesar da situação, Leite afirma que não houveram maiores tumultos no atendimento, durante o dia. “Nem os outros municípios ou o próprio Ministério da Saúde, nos deu uma solução imediata para a situação, mas de uma forma ou de outra, totalmente sem atendimento os pacientes não irão ficar”, conclui.

Reforço – Na última segunda-feira (19) o prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes convocou 27 profissionais, de nível médio e superior, aprovados em concurso público do município para reforçar o quadro efetivo da Secretaria Municipal de Saúde.

Dentre eles estão dois médicos especialistas (um em patologia e outro em ultrassonografia). A posse, no entanto, só será realizada no dia 18 de dezembro.

Em MS – Com a saída dos profissionais cubanos do programa Programa Mais Médicos, serão disponibilizadas 115 vagas para médicos em Mato Grosso do Sul. Desse total 104 serão encaminhados para os municípios do Estado e 11 para os DSEI´s (Distritos Sanitários Especiais Indígenas). Para suprir o déficit o Ministério da Saúde divulgou ontem (20) o primeiro edital para a convocação de profissionais que vão substituir os cubanos no programa.

Poderão se inscrever os médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no país. Os profissionais habilitados podem se inscrever por meio do site maismedicos.gov.br. O início das atividades está previsto para 3 de dezembro.

O país, são ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Diseis, que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba. As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição.

Saída – O anúncio de Cuba no programa foi feita Na última quarta-feira (14). Em nota, o governo cubano anuncioou a interrupção da cooperação técnica com a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) que permite o envio de médicos para o Brasil.

O comunicado cita "referências diretas, depreciativas e ameaçadoras" feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) à presença dos médicos cubanos no Brasil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions