ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 32º

Interior

Menina de 11 anos tem 70% do corpo queimado

Irmã também ficou queimada; mãe levantou suspeitas de incêndio criminoso e acusa o ex-namorado

Por Ana Beatriz Rodrigues | 08/12/2023 07:36
Mãe com as crianças em sorveteria de Sidrolândia. (Foto: Reprodução redes sociais)
Mãe com as crianças em sorveteria de Sidrolândia. (Foto: Reprodução redes sociais)

Duas meninas, de 5 e 11 anos, ficaram feridas durante incêndio em uma casa, na madrugada de hoje (8). O caso aconteceu no Bairro São Bento, em Sidrolândia, município que fica a 70 quilômetros de Campo Grande. Uma delas teve 70% do corpo queimado e a suspeita é que tenha sido ação criminosa.

Segundo informações apuradas pela reportagem, o incêndio começou na sala, onde a menina de 11 anos estava deitada no sofá. Assim que os militares chegam no imóvel, as crianças já havia sido retiradas da casa e levadas para o hospital municipal. Por conta do estado de saúde, elas tiveram de ser transferidos para a Santa Casa de Campo Grande.

No momento do incêndio, a mãe das crianças estava trabalhando. À polícia, a mulher contou que monitora os filhos por uma câmera de segurança e que a filha mais velha tem telefone, caso precise de ajuda. Ela suspeita que o incêndio tenha sido provocado pelo ex-namorado, já que ele a havia ameaçado várias vezes, devido o fim do relacionamento.

Uma vizinha contou aos militares do Corpo de Bombeiros que viu um homem, de short, camiseta branca e tênis, saindo de dentro do terreno da casa. Essa pessoa saiu de moto, dizendo que iria buscar ajuda.

A polícia localizou o suspeito e encaminhou para a delegacia, mas ele negou que tenha ateado fogo, disse que apenas passou pelo local após ter saído de um show.

O caso foi registrado como incêndio criminoso e está sendo investigado pela delegacia da área.

Com informações do site Sidrolândia News 

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias