ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Menina de 8 anos é diagnosticada com leishmaniose, primeiro caso do ano

Menina mora no Bairro Vista Alegre e já está em tratamento da doença

Por Adriano Fernandes | 07/04/2021 23:57
Prédio da vigilância sanitária de Três Lagoas. (Foto: Divulgação)
Prédio da vigilância sanitária de Três Lagoas. (Foto: Divulgação)

Cidade com maior número de casos da dengue e a 2ª em diagnósticos de covid-19 no Estado, Três Lagoas, a 338 quilômetros da Capital ainda registrou nesta quarta-feira (07) o primeiro caso de leishmaniose do ano, em Mato Grosso do Sul.

Trata-se de uma menina de apenas oito anos, moradora do Bairro Vista Alegre. Conforme o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde da cidade, a pequena já está em tratamento da doença. Um outro caso suspeito foi descartado.

A leishmaniose visceral é transmitida por meio da picada de insetos conhecidos popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras e birigui. Os principais sintomas são: febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular e anemia.

Situação sanitária - Três Lagoas também lidera o ranking das cidades com maior número de casos da dengue, em Mato Grosso do Sul, com 732 infectados, ficando a frente de Corumbá (421) e Rio Brilhante (210), conforme a Ses (Secretaria Estadual de Saúde). Com 10.948 casos de covid-19 a cidade também é a segunda com maior quantidade de infecções pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia.





Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário