A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/08/2016 11:58

Mesmo com adesão parcial, greve de professores completa dois meses

Helio de Freitas, de Dourados
Professores de Dourados em assembleia, hoje de manhã (Foto: Divulgação)Professores de Dourados em assembleia, hoje de manhã (Foto: Divulgação)

Professores e servidores administrativos da educação de Dourados, a 233 km de Campo Grande, completam nesta terça-feira (23) dois meses de greve. A paralisação é parcial e atinge apenas algumas unidades de ensino. Segundo a prefeitura, a maioria das 45 escolas e 40 centros de educação infantil tem aulas normais.

Sem divulgar o número de trabalhadores parados, o sindicato da categoria fez nova assembleia hoje e a maioria decidiu pela continuidade da greve. Nova avaliação será feita na quinta-feira (25).

De acordo com a assessoria do Simted, ontem os grevistas tiveram uma nova rodada de negociação com a prefeitura, mas o consenso ainda está distante.

As principais reivindicações dos grevistas são o pagamento do piso nacional do magistério para 20 horas semanais – atualmente o município paga o piso para 40 horas semanais – e reajuste do salário dos administrativos, congelado há dois anos.

Conforme o Simted, a prefeitura se comprometeu a conceder o reajuste junto com a implantação do plano de cargos e carreira dos administrativos em outubro, mas alega não ter dinheiro para atender a reivindicação sobre o piso.

O município de Dourados tem 28 mil estudantes na rede municipal de ensino e pelo menos quatro mil servidores que trabalham na educação. Ao contrário dos servidores administrativos, os professores tiveram 11,36% de reajuste salarial neste ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions